1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças ocorre de 3 a 9 de junho, em Blumenau

8 de maio de 2019 Divulgação
1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças ocorre de 3 a 9 de junho, em Blumenau

1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças ocorre de 3 a 9 de junho, em Blumenau

Com ações em vários locais do município, as apresentações e rodas de conversa são gratuitas e abertas à comunidade

Riso, sorriso, arte, emoção, palhaçaria e protagonismo feminino. De 3 a 9 de junhoBlumenau recebe a 1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças. Com espetáculos e rodas de conversa produzidos e apresentados exclusivamente por mulheres, profissionais da palhaçaria, teatro e circo, que compõem a Rede Catarina de Palhaças. Todas as ações são gratuitas, com chapéu para contribuição espontânea e consciente, e abertas a toda comunidade. A programação conta com cortejo, apresentações na rua, no Galpão de Arquitetura da FURB, no Centro Cultural da Vila Itoupava, na GreenPlacePark e em escolas do município, além de rodas de conversa e lançamento da 4ª edição da Revista de Palhaçaria Feminina. O projeto 1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças, de Camila Regina Fronza, é patrocinado pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura de Blumenau, referente ao Edital n. 005/2017 do Prêmio Herbert Holetz.

A ideia da Mostra surgiu no primeiro encontro da Rede Catarina de Palhaças, em janeiro de 2018, e segundo a coordenadora geral do projeto, Rafaela Catarina Kinas, entre vários objetivos do encontro dois culminaram neste projeto. “O primeiro foi o de mapear todos os espetáculos Catarinenses exclusivamente protagonizados por mulheres palhaças e segundo de realizar um momento de troca na qual todas pudessem ver e conversar sobre seus trabalhos”, explica Rafaela. “Realizar uma Mostra de mulheres palhaças, num recorte estadual, em Blumenau, é valorizar o perfil de eventos referenciais que a cidade construiu através do FENATIB e FITUB, integrar-se ao movimento nacional de pesquisa em Palhaçaria e, experienciar um novo modo de pensar, em rede, encontros e mostras de artes cênicas”, complementa.

Para a acrobata, preparadora física e atriz, à frente do Espaço Bravo, Mônica Costa realizar a 1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças é ser arena, sobretudo, de encontros e construções. “Encontro entre catarinenses pesquisadoras e fazedoras do riso que poderão olhar umas os espetáculos das outras em um espaço de troca e reflexão. Encontro entre o público e a referência com a mulher palhaça, através de artistas regionais e locais, que muitas vezes seguem invisibilizadas em sua atuação profissional pela construção histórica de uma imagem de palhaço homem. Além de encontro de processos e caminhos na construção de uma comicidade feminina que nasce com uma perspectiva de construção de um mundo de equidade de gênero onde haja comicidade como conceito e prática ampla”, comenta a atriz. “Uma Mostra como essa possibilita para a classe artística e universitária local o acesso as particularidades da palhaçaria, através das rodas de conversa, lançamento de revista, e debate após os espetáculos, além disso, dilata a compreensão da necessidade de articulação entre artistas, para a sustentabilidade e manutenção das artes cênicas como profissão e ciência”, acrescenta Mônica.

REDE CATARINA DE PALHAÇAS
Grupo de profissionais da palhaçaria, teatro e circo. Existe para estabelecer o estreitamento de relações e ações de mulheres palhaças de Santa Catarina, para fortalecer o mercado profissional das mulheres que atuam com palhaçaria no estado; para divulgar as atuações coletivas e individuais dessas mulheres. Acompanhe as novidades pelo www.facebook.com/redecatarinadepalhacas

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA
1ª MOSTRA DA REDE CATARINA DE PALHAÇAS

3 de junho: segunda-feira
– Às 16h. Cortejo de Palhaças, na Rua XV de Novembro, Centro, chegada na praça do Teatro Carlos Gomes.
– Às 17h. Abertura oficial da 1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças, na Praça do Teatro Carlos Gomes.
– Às 17h. Espetáculo Cabaré De Rua, Várias Palhaças de Companhias. Sinopse: Espetáculo no formato de varieté circenses composto por diversos artistas autônomos e de diferentes grupos. Duração: 60 min. Classificação: livre. Local: Praça do Teatro Carlos Gomes.
– Às 20h. Espetáculo As Deusas Do Riso. Companhia: Coletivo Deusas do Riso (Florianópolis).  Sinopse: Espetáculo no formato de varieté circenses composto por diversos artistas autônomos e de diferentes grupos. Duração: 80 min. Classificação: 14 anos. Local: Galpão de Arquitetura FURB.

4 de junho: terça-feira
– Às 10h. Espetáculo As Manas. Companhia: As Manas Palhaças (Florianópolis). Palhaça (s): Pina Blue e Margarida. Sinopse: As Manas é um espetáculo circense onde duas palhaças muito divertidas e engraçadas trarão as relações do Augusto – o ingênuo – e do Branco que representa a ordem. Expondo-se aos vínculos que o riso encontra para zombar, debochar e gozar dos fatos que a vida nos coloca, sob um olhar feminino, as palhaças Pina Blue e Margarida ao deparar com tantas atrapalhadas para começar seu show revelam a magia, alegria e inocência na forma como vão resolver a situação. Pina Blue (Fernanda Giacomini) e Margarida (Suéllen Avelleda) tem um sonho em comum que é cantar. Querem levar para o público seu show e dividir esse sonho, mostrando suas maneiras de brincar como palhaças. Duração: 45/50 min. Classificação: Livre. Local: Colégio Estadual Adolfo Konder.
– Às 16h. Espetáculo Biruta Nua e Crua. Companhia: Nenúrio Produções Artísticas (Florianópolis). Palhaça: Biruta. Sinopse: Espetáculo falado, energético e envolvente que prioriza a troca com o público presente. A palhaça Biruta instiga e motiva o público a participar do espetáculo com cada situação criada em cena e desconstrói a vaidade com uma grande pitada de humor. Os elementos utilizados são: bambolês, saxofone, tochas de fogo e bambolê de fogo. Duração: 30min. Classificação: Livre.  Local: Praça do Teatro Carlos Gomes.
– Às 20h. Espetáculo A Palhaça Vermelha No Dia Do Pé Esquerdo. Companhia Sandra Baron (Bombinhas). Palhaça: Palhaça Vermelha. Sinopse: “Palhaça Vermelha no Dia do Pé Esquerdo” mostra as situações tragicômicas do dia a dia da mulher, e encanta a plateia com reviravoltas e situações surreais e criativas, bem próprios do universo palhaço. Uma aventura inusitada com uma deliciosa surpresa no final. Duração: 50 min. Classificação: 10 anos. Local: Galpão de Arquitetura FURB.

5 de junho: quarta-feira
– Às 10h. Espetáculo Show das Damas. Companhia: AtrapaTrupe (Florianópolis). Palhaça (s): Flor e Xicoza. Sinopse: O Show das Damas foi pensado, preparado e produzido pela dupla de palhaças Flor e Xicoza! Elas, que amam esse mundo das estrelas, se unem para mostrar o seu talento em um show cheio de mágica, música e humor. No entanto, a diferença entre as personalidades das duas palhaças vai transformado a tão sonhada apresentação em uma sucessão de atrapalhadas, que divertem e convidam o público a mergulhar no universo desta inusitada dupla. Duração: 60 min. Classificação: Livre. Local: Centro Cultural da Vila Itoupava.
– Às 16h. Roda de Conversa: Comicidade Feminina: A mulher na Palhaçaria – Relatos e Apontamentos de uma geração pioneira. Na Sala S 113, na FURB.
– Às 20h. Espetáculo Avoando e Cantando e Seguindo o Coração. Companhia: Cia. As Mareadas (Balneário Camboriú). Palhaça (s): Sollí e Sorella. Sinopse: Presas entre as quatro paredes de um monótono e entediante escritório, Sollí e Sorella estão programadas para uma rotina atordoante, opressiva, mecânica e sem vida. Cansadas de estar em um sistema controlador, as palhaças resolvem mudar suas trajetórias completamente. Onde o destino revela surpresas e novas ideias que podem transformar o ambiente e o rumo de suas vidas, através da arte, da imaginação e da liberdade. Duração: 50min. Classificação: Livre. Local: Galpão de Arquitetura FURB.

6 de junho: quinta-feira
– Às 10h. Espetáculo Circo Da Goiaba. Palhaça: Goiaba (Florianópolis). Sinopse: Circo da Goiaba é um espetáculo de circo-magia divertido e interativo, onde a palhaça-mágica brinca e traz ao palco crianças e adultos para participarem dos números. O show conta com mágicas, malabarismo e brincadeiras circenses, tudo com muita música e alegria! Duração: 55 min. Classificação: Livre. Local: Escola Básica Municipal Paulina Wagner, bairro Badenfurt.
– Às 16h. Roda de Conversa: A Palhaça no Hospital. Na Sala S 113, na FURB.
– Às 18h30. Lançamento da 4ª Revista de Palhaçaria Feminina. No Auditório da Biblioteca da FURB.
– Às 20h. Espetáculo Everline na escuta! Companhia: MeroAcidente! Palhaçaria (Joinville). Palhaça: Everline Flore. Sinopse: A Palhaça Everline Flore é uma Agente de Polícia dedicada que passa dias e noites neste ambiente um tanto peculiar, uma Delegacia de Polícia, na tentativa de acertar e cumprir aquilo que acredita ser seu papel. Solitária, constrói um universo um tanto particular, onde busca se encaixar em meio ao caos que a cerca. Até que um desaparecimento, e sua convocação a investigar, abala tudo aquilo que ela acreditava como certo. Um espetáculo que provoca no espectador o riso e convida a reflexão sobre as relações de poder. Duração: 45 min. Classificação: Livre. Local: Galpão de Arquitetura FURB.

7 de junho: sexta-feira
– Às 10h. Espetáculo Magavilha. Companhia: Palhaça Carmela (do Mundo). Palhaça: Carmela. Sinopse: Na peça, o público vai poder acompanhar as aventuras de Carmela, uma palhaça tímida e muito atrapalhada. Ela acaba mexendo numa mala misteriosa e passa por uma transformação, revelando o seu lado mais cômico. Duração: 50 min. Classificação: Livre. Local: Escola Básica Municipal Quintino Bocaiúva.
– Às 16h. Espetáculo Brincadeira de Palhaças. Companhia: Traço Cia. de Teatro (Florianópolis). Palhaça: Gretta Panschetta e Esmeralda. Sinopse: Duas palhaças, Esmeralda e Gretta Panschetta, gêmeas, se encontram para começar a brincadeira. Desde muito pequenas elas são preparadas para apresentações de acrobacia, dança e música. O único problema é que o show nunca acontece como o combinado. Mergulhadas em diferentes histórias e em jogos da palhaçaria clássica, Esmeralda e Gretta Panschetta descobrem a possibilidade mágica de criarem um concerto musical. Duração: 45 min. Classificação: Livre. Local: CEI Emilia Piske.
– Às 20h. Espetáculo Barrica Poráguabaixo. Palhaça: Barrica (Chapecó). Sinopse: Barrica quer ir à praia. Num lugar de proximidade com o público, a Palhaça lança mão de sua graça e sensibilidade para realizar o seu sonho vencendo os limites impostos pelos padrões a fim de alcançar o prazer e a alegria, em momentos de pura brincadeira consigo mesma e com a plateia. Duração: 45 min. Classificação: Livre. Local: Galpão de Arquitetura FURB.

8 de junho: sábado
– Às 10h. Espetáculo Hoje é Aqui. Companhia: Divalhaças (Pouso Redondo). Palhaça: Rouse Lopes. Sinopse: X é decidir, escolher se encontrar! Rouse Lopes é uma viajante à procura do lugar ideal para armar seu picadeiro. Hoje é aqui. O espetáculo vai começar! É Natal? É aniversário? Alguma data especial? Três presentes ela irá receber. Entre presentes apertos e paçocas, ela vai perceber que o lugar ideal é aonde ela quiser que seja. E ao desarmar seu picadeiro estará pronta para partir, em busca de seu novo lugar. “O mundo é um lugar com infinitos espaços e em cada um deles um lugar é seu! ”. Duração: 45 min. Classificação: Livre. Local: Praça do Teatro Carlos Gomes.
– Às 16h. Espetáculo Malagueta Quer Ser Grande. Companhia: Malagueta Produções (Florianópolis). Palhaça: Malagueta. Sinopse: A Palhaça Malagueta quer ser grande, grande como as crianças. A boneca cria vida, vira gente grande e decide sair com sua casinha sobre rodas a descobrir novos lugares. Descobre então que o bom mesmo é ser do seu tamanho. Duração: 35 min. Classificação: Livre. Local: Parque Ramiro Ruediger.
– Às 20h. Espetáculo Vô Me Escondê aqui! Companhia do Nariz Inquieto – Teatro e Palhaçaria (Florianópolis). Palhaça: Curalina Fosfosol. Sinopse: A palhaça procura um abrigo para se esconder da chuva e dá de cara com público. Aproveita compartilhar a história de um amor nada convencional. Um encontro com o público que de forma sutil e intensa aborda o amor entre mulheres e o rompimento dos padrões sobre a fragilidade imposta às mulheres. A palhaça aborda a relação da mulher negra com sua ancestralidade e seu cabelo. Duração: 45 min. Classificação: a partir de 7 anos. Local: Galpão de Arquitetura FURB.

9 de junho: domingo
– Às 10h. Roda de Conversa: Reflexões sobre a maquiagem, a palhaçaria e o feminino. Na Sala S 113, na FURB.
– Às 16h. Reunião da Rede Catarina de Palhaças. Na Sala S 113, na FURB.
– Às 20h. Espetáculo Bailinho Clown – Cabaré Palhaças de Blumenau. Sinopse: Espetáculo no formato de varieté circenses composto por diversos artistas autônomos e de diferentes grupos. Duração: 02 horas. Classificação: acima de 14 anos. Local: GreenPlacePark.

SERVIÇO
1ª Mostra da Rede Catarina de Palhaças
De 3 a 9 de junho, em Blumenau
Cortejo, apresentações na rua, no Galpão de Arquitetura da FURB, no Centro Cultural da Vila Itoupava, na GreenPlacePark e em escolas do município, além de rodas de conversa e lançamento da 4ª edição da Revista de Palhaçaria Feminina.
Todas as ações são gratuitas, com chapéu para contribuição espontânea e consciente, e abertas a toda comunidade.

Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.