Comandante Mamberti : Fotos Colagens e Fotos Históricas na Galeria São Paulo Flutuante

17 de julho de 2019 Artes e Cultura
Comandante Mamberti : Fotos Colagens e Fotos Históricas na Galeria São Paulo Flutuante

COMANDANTE MAMBERTI: FOTOS COLAGENS E FOTOS HISTÓRICAS

NA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE

Abertura: 05 de agosto, às 19h – até 31 de agosto de 2019

“Sérgio Mamberti, um ser humano único, ator memorável e personagem marcante, completou há 3 meses 80 anos, por isso a Galeria São Paulo Flutuante vai homenageá-lo com uma exposição que reúne seu universo pop”, diz Regina Boni, criadora da galeria e amiga do artista. Do arsenal de trabalhos produzidos durante uma vida, foram selecionadas 30 fotos colagens para a mostra, que apresenta também fotografias da trajetória de Mamberti, de sua infância e carreira, permeadas por momentos afetivos, feitas por fotógrafos brasileiros consagrados.

No texto de Flávio Império, escrito em 1981, que vai ilustrar a exposição, o autor exalta como a poética de Mamberti flui entre o palco e sua criação plástica. “Filho do Rock e do Pop, a poesia de Sérginho é provocativa e explosiva, como um erótico anjo barroco… Ele organiza, junta, contrapõe, faz variações, amplia, corta, monta seus personagens como nas colagens… Nessa aventura única, reúne os fragmentos, os acasos, as memórias, e cria signos-colagens como se fossem cenas mudas do louco teatro do mundo e sua humanidade…”

Além das fotos colagens, obras únicas, foram editadas séries das imagens em cartões postais. Os preços de venda dos trabalhos seguem a política da São Paulo Flutuante, ou seja, justos e humanizados (reais e possíveis para todos). O preço justo é uma das premissas que impulsionaram a volta de Regina Boni (dezembro de 2018) ao circuito das artes.

Uma das mais ativas galeristas de 1980 a 2000, ao acompanhar a cena dos anos 1970, Boni soube reunir em sua então Galeria São Paulo memoráveis artistas, como Helio Oiticica, Leonilson, Tomie Ohtake, Mestre Didi, Aluísio Carvão e Leda Catunda, entre muitos outros. Atuante do movimento Tropicália, como figurinista de Gal, Caetano e Gil, foi também a galerista que abriria as portas para a arte experimental: deixou para história o desfile dos passistas da Mangueira vestidos com os parangolés de Helio Oiticica, em 1986, um happening que parou o trânsito da mesma Rua Estados Unidos onde a galeria está instalada hoje.

Na data de abertura da exposição de Sérgio Mamberti na São Paulo Flutuante, será inaugurada também uma instalação criada pelo artista nas vitrines do restaurante e bar Ritz da Alameda Franca.

Exposição: Comandante Mamberti: Fotos Colagens e Fotos Históricas

Abertura: 05 de agosto, às 19h

Até 31 de agosto de 2019

Visitação todos os dias das 11h às 18h, inclusive aos sábados e domingos.

Galeria São Paulo Flutuante

Rua Estados Unidos, 2186 – Jardim América – São Paulo

Fone: 3064-7019

Facebook: @spflutuante

Instagram: sp_flutuante­


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.