Debora Muszkat realiza campanha de crowdfunding a fim de iniciar projeto de arte sustentável

Crédito imagem: Octávio Rabello/Instituto Débora Muszkat

 

Única artista no mundo a trabalhar obras com vidro reciclável em grandes proporções cria instituto para disseminar seu legado

Debora Muszkat realiza campanha de crowdfunding a fim de iniciar projeto de arte sustentável

 

Referência global pelo trabalho que realiza, Debora Muszkat faz da arte com vidros recicláveis sua força motriz. Ela domina e dissemina, através de suas obras, a conscientização e a técnica de reaproveitamento desses materiais no processo de upcycling, transformando resíduos e agregando-lhes valor. No caso, através da arte e do design. Há mais de 30 anos utiliza o vidro. Neste período, pesquisou modos de fazer, inventando verdadeira preciosidades, como sua conhecida Bola de Vidro, ou a obra “Ponte” com cinco metros de altura e uma média de 1500 frascos de vidro reutilizados, que ocupa o quintal de seu ateliê, além peças de design e acessórios (como  travessas, colares, broches) Debora brinca e passeia com intimidade, criatividade entre diversos universos. O vidro é o limite. Agora, Debora Muszkat conduz a campanha de crowdfunding (financiamento coletivo) Vida Vidrada, para lançar o instituto de arte-educação que leva seu nome, localizado no bairro do Butantã, em São Paulo. A campanha, no ar pelo site Catarse pretende angariar R$ 20 mil e estará disponível até dia 19 de maio de 2018.

 

Link da Campanha: https://www.catarse.me/vida_vidrada

Link com Imagens: https://drive.google.com/open?id=1K5aVvQaiWaH4iwrn6lE0XM6QMUWFndao

 

O Instituto Debora Muszkat já formou a primeira turma graças ao apoio do ProAC (lei de incentivo à cultura do Estado de São Paulo e da empresa multimacional Owens Illinois (O-I), maior fabricante de embalagens de vidro do planeta. Mas para oficialmente ser instituto e poder conduzir todas as atividades a que se propõe, precisa dar andamento a questões legais. Daí a iniciativa desta campanha. O instituto também contará com exposições e atividades gratuitas e, para isso, utilizará parte da verba na reforma e aquisição de equipamentos. O objetivo principal do espaço, localizado no Butantã, em São Paulo, é profissionalizar principalmente pessoas da população de baixa renda ou portadoras de necessidades especiais, por meio de oficinas de capacitação. Artista multimídia, desenhista e pintora, Debora Muszkat encontrou na reciclagem de vidro sua mais forte forma de expressão. Durante cinco anos coordenou o projeto “Oficina do Vidro” desenvolvido em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, com realização de vários eventos e experimentações. O projeto foi repaginado e retomado em 2017, através do apoio do ProAC.

Um dos diferenciais da campanha de crowdfunding Vida Vidrada é que, como contrapartida, estão diversas obras criadas pela artista, além de carta de agradecimento assinada por ela. As contrapartidas da campanha de financiamento coletivo incluem esculturas, travessas, porta-guardanapos e até colares e brincos assinados por Debora Muszkat, além de participação em oficina de criação. As cotas de apoio vão de R$ 50 a R$ 2.000. Serão igualmente disponibilizadas em contrapartida algumas peças com a técnica singular de Débora para trabalhar espelhos. Com pequenos  valores, de R$ 10, R$ 15 e R$ 30.

Todos irão ganhar uma pequena lembrança em agradecimento. A artista está inclusive disponibilizando os inovadores objetos em tons dourados e prateados, tonalidades extraídas  de espelhos quebrados e rejeitados por usuários e pelo mercado.

O caráter sustentável da arte que realiza salta aos olhos quando se examina o processo. Além de ser 100% reaproveitável, cada tonelada de vidro reciclado ajuda a reduzir 300 quilos de gás carbônico na atmosfera. Atualmente, Debora Muszkat vive entre a Dinamarca e o Brasil e seus próximos projetos incluem tanto a população da cidade de São Paulo quanto a da cidade de Sønderborg, na Dinamarca onde moram muitos refugiados, vindos principalmente da Síria, Turquia e norte da África.

Sobre a campanha de financiamento coletivo Vida Vidrada, a artista explica que ela contribuirá para a continuidade de um trabalho voltado para o bem-estar do planeta. “O apoio nos permitirá ainda gerar fundos para a criação de novas oficinas, capacitando cada vez mais pessoas. Assim, propagamos a cultura da reciclagem e a importância de nossas atitudes para a preservação do ecossistema, que é a nossa casa”, enfatiza.

 

Posts Relacionados

ENSAIOS PERVERSOS-conversa, espetáculos e dance floor

Exposição gratuita retrata a cultura underground de São Paulo

Ari Borger Trio mistura jazz, rock e blues em novo disco