Flip 2019 – Cineasta Miguel Gomes é presença confirmada

8 de maio de 2019 Artes e Cultura
Flip 2019 – Cineasta Miguel Gomes é presença confirmada

Cineasta que atualmente dirige uma versão cinematográfica de Os Sertões, de Euclides da Cunha, o português Miguel Gomes está confirmado na Flip 2019, que acontece de 10 a 14 de julho, em Paraty. Reconhecido por seu olhar poético que mescla elementos do real e da ficção, como é o caso do docudrama Aquele querido mês de agosto (2008), o diretor conquistou reconhecimento internacional com Tabu (2012), ganhador do prêmio da Crítica no Festival de Berlim. As Mil e Uma Noites (2015), um filme em três partes que teve estreia na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, é seu trabalho mais recente.

Para Fernanda Diamant, curadora da 17ª Flip, “quando soube que o Miguel Gomes – diretor que admiro muito – estava adaptando Os Sertões, pensei: se tem alguém que pode adaptar essa obra para cinema, é ele. É preciso alguém com sua imaginação para ser capaz de transformar em imagem cinematográfica parte da profusão de imagens maravilhosas que Euclides criou nessa obra monumental, sem perder também as perspectivas histórica e humana essenciais da revolta de Canudos”.

“A presença do cineasta Miguel Gomes na programação reforça a vocação da Flip de unir diferentes linguagens artísticas em torno de temas comuns – característica fundamental da Festa, presente desde sua primeira edição. A adaptação de Miguel Gomes para Os Sertões é amostra dos diálogos possíveis entre cinema e literatura”, diz Mauro Munhoz, diretor geral e artístico do Programa Principal da Flip.

O autor e os filmes

Miguel Gomes nasceu em 1972, em Lisboa. Atualmente, trabalha no projeto que visa adaptar a obra-prima de Euclides da Cunha, Autor Homenageado da Flip 2019, para as telas. O filme foi batizado de Selvajaria, título que o escritor francês Blaise Cendrars havia escolhido para dar à sua tradução nunca realizada de Os Sertões. Em 35mm, a película vai contar com não-atores locais no elenco.

Gomes esteve no Brasil pela primeira vez em 2012, quando sua obra recebeu uma retrospectiva na 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. No mesmo ano, o diretor lançou o consagrado Tabu, filme de muitas camadas, e mais de um tempo. Com cenas em preto e branco que se passam durante as guerras coloniais na África, alternadas com outras que mostram vidas individuais na Lisboa contemporânea, o filme experimenta modos possíveis de narrar, bebendo em referências diversas do cinema, teatro e literatura.

O InquietoO Desolado e O Encantado compõem As Mil e Uma Noites, livremente inspirado nos contos de Sherazade, mas ambientado em Portugal nos dias de hoje. Por meio da construção de uma abordagem que contou com uma vasta apuração jornalística, Gomes retrata os próprios portugueses, entrevendo aspectos culturais e políticos, com doses de tragicidade e a comicidade.

O cineasta estudou na Escola Superior de Teatro e Cinema e trabalhou como crítico entre 1996 e 2000. Realizou uma série de curtas-metragens até lançar seu primeiro longa, A cara que mereces(2004).

Flip 2019

A 17ª edição da Flip acontece de 10 a 14 de julho, em Paraty, e tem o escritor Euclides da Cunha como Autor Homenageado. Estão confirmados os nomes de Walnice Nogueira Galvão, Kristen Roupenian, Kalaf Epalanga, Sheila Heti, Grada Kilomba, Carmen Maria Machado, Karina Sainz Borgo, Ismail Xavier, Ayelet Gundar-Goshen, Marilene Felinto e Ayobami Adebayo.

Quem faz a Flip

A Flip tem o patrocínio do Ministério da Cidadania, através de sua Secretaria Especial de Cultura, a partir do Edital de Feiras Literárias e por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, além de Patrocínio Oficial do Itaú e Copatrocínio da EDP e da CMPC. A edição 2019 continua em fase de captação de recursos.

O Instituto Camões no Brasil apoia a participação de Miguel Gomes na 17° Flip.

Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.