Flip 2019 – venezuelana Karina Sainz Borgo é presença confirmada

15 de abril de 2019 Eventos
Flip 2019 – venezuelana Karina Sainz Borgo é presença confirmada

Karina Sainz Borgo confirmada na Flip 2019

Autora venezuelana radicada em Madri, Karina Sainz Borgo é a sétima presença confirmada na 17ª Flip, que acontece de 10 a 14 de julho, em Paraty. Em junho, a escritora e jornalista cultural lança no Brasil o livro Noite em Caracas – sua estreia na ficção –, pela editora Intrínseca. A obra vendida para 22 países foi publicada na Espanha em março deste ano e desde então teve cinco reimpressões. A história reflete a degradação da Venezuela por meio da trajetória da protagonista e narradora Adelaida Falcón, que se vê sozinha em Caracas após a morte de sua mãe. Além de ter se tornado um fenômeno literário, Sainz Borgo escreve para o jornal on-line Vozpópuli, colabora com a revista Zenda e com a rádio Onda Cero.

 “Karina Sainz Borgo consegue combinar as qualidades de jornalista às de romancista, criando um livro que é, ao mesmo tempo, uma experiência imaginativa e um retrato da violência de um país. Seu foco, como narradora, é duplo: olha para as tramas dos afetos e da política no momento em que elas se enredam. Seu livro é todo costurado a partir dessas linhas cruzadas, e de seus nós”, diz Fernanda Diamant, curadora da Flip 2019.

Para Mauro Munhoz, diretor geral e artístico do Programa Principal da Flip, “Noite em Caracas é um romance de estreia destemido e surpreendente. Um livro que representa a importância em falar sobre a experiência subjetiva humana nos momentos em que tudo ao redor parece querer roubar das pessoas isso: a qualidade que as faz serem pessoas”.

A autora e a obra                                                                            

Karina Sainz Borgo nasceu em Caracas, em 1982, e vive em Madri, na Espanha, há mais de uma década. Começou a carreira no jornal venezuelano El Nacional, que, em 2018, após 75 anos de circulação, teve encerrada sua edição impressa por pressão do governo de Nicolás Maduro. Como jornalista cultural, colaborou com veículos como El MundoGatopardo e Quimera, e publicou os livros Tráfico Guaire e Caracas hip-hop, ambos de 2008.

Noite em Caracas, ainda que marque o début da escritora na ficção, transparece também seus anos de experiência jornalística. Com uma Venezuela afligida pelo autoritarismo como pano de fundo, a obra se desenvolve em torno da protagonista Adelaida Falcón, que perde a mãe e luta para sobreviver na capital mais violenta do mundo, onde faltam recursos básicos. No livro, a autora recria episódios reais a partir de relatos sobre tortura e violações dos direitos humanos: alguns de seus amigos e colegas de trabalho foram perseguidos e presos pelo Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional.

Um dos fios condutores da obra é a tentativa por parte da personagem Adelaida de roubar o passaporte de sua vizinha, filha de uma espanhola, para escapar do país, assim como fizeram mais de três milhões de venezuelanos nos últimos anos.

Flip 2019

A 17ª edição da Flip acontece de 10 a 14 de julho, em Paraty, e tem o escritor Euclides da Cunha como Autor Homenageado. Estão confirmados os nomes de Walnice Nogueira Galvão, Kristen Roupenian, Kalaf Epalanga, Sheila Heti, Grada Kilomba e Carmen Maria Machado.

Quem faz a Flip

A Flip tem o patrocínio do Ministério da Cidadania, através de sua Secretaria Especial de Cultura, a partir do Edital de Feiras Literárias e por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, além de Patrocínio Oficial do Itaú e Copatrocínio da EDP e da CMPC. A edição 2019 continua em fase de captação de recursos.

Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.