Grupo Coco de Selma – de Pernambuco – se apresenta em São Paulo 07/07

Netas de Selma do Coco resgatam legado da avó em apresentação no Sesc Santo Amaro

O Coco de Selma, grupo formado pelas netas da coquista Selma, patrimônio cultural de Pernambuco, traz direto de Olinda seu repertório tradicional de coco de roda para a Praça Coberta do Sesc Santo Amaro, dia 7 de julho, às 17h.

Na ocasião, as artistas populares Yorrana da Silva Ferreira, Raquel Marta da Conceição, Andreza Crala e Gabriela Ferreira resgatarão as memórias e experiências da rainha do coco, falecida em 2015. A ideia, segundo elas, é preservar o estilo próprio da família, apresentando músicas inéditas e as tradicionais, além do repertório cantado pela rainha durante décadas que divulgou esse ritmo, legado deixado por ela.

No repertório do show, canções como “o que é mano”, “tuninha” e “meu sabiá”, de composição de Selma do Coco, músicas de domínio público e “ô moreninha” e “itapissuma”, de José Filho, estão garantidas na performance cheia de ginga, simpatia e irreverência.

Sobre o grupo

Após o falecimento de Selma do Coco em maio de 2015, suas netas – então backing vocals da avó – se reuniram no mês seguinte, ainda em luto, e decidiram dar continuidade ao trabalho daquela que ficou conhecida como a rainha do coco pernambucano.

Na mesma época, modificaram o nome do grupo de Selma do Coco para O Grupo Coco de Selma, onde foi escolhido entre elas, Raquel Marta da Conceição, sua nova vocalista.

A primeira aparição oficial do grupo aconteceu em julho de 2015, no Festival de Inverno de Garanhuns, num projeto musical intitulado “Homenagem a Selma do Coco”.

Sobre Selma do Coco

A cantora pernambucana Selma Ferreira da Silva, mais conhecida como a Selma do Coco (1929 -2015), artista e tapioqueira, deixou como principal legado a sua contribuição para a consolidação do coco, ritmo típico do Nordeste brasileiro, como referência nacional. Ao longo da trajetória profissional, participou de diversos festivais internacionais e acumulou prêmios e condecorações.

Com três coletâneas gravadas na Alemanha e uma na Bélgica, Selma do Coco também já cantou no Lincoln Center Festival, em Nova Iorque, no ano de 2003. Seu trabalho também foi apresentado em países como França, Espanha, Suíça, Portugal.

No Recife, em 1990, quando ainda nem tinha um nome consolidado no cenário nacional, participou do I Festival de Cantadores de Praia do Nordeste, na praia de Boa Viagem. Em 1997, o festival recifense Abril pro Rock ajudou-a a deslanchar a fama. Nesse mesmo ano, a Câmara de Vereadores concedeu-lhe o título de cidadã olindense em reconhecimento à artista que mora naquela cidade desde o final da década 50.

 

Serviço:

O que: Show do Grupo O Coco de Selma

Quando: 7 de julho, às 17h

Onde: Sesc Santo Amaro, Praça Coberta

Quanto: Gratuito

Informações: https://www.sescsp.org.br/programacao/159366_O+COCO+DE+SELMA

 

Posts Relacionados

JESUS, a nova novela da Record – Sinopse e perfil de personagens

A BARRACA DO BEIJO – BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO

Evento encerra segunda edição do programa de aceleração de startups em Sorocaba