Jogos Paralímpicos 2016

Brasileiros conquistam índice para os Jogos Paralímpicos Rio 2016

Cinco atletas apoiados pelo Projeto Próximo Passo, do Instituto Mara Gabrilli, já conseguiram índice para os  Jogos Paralímpicos de 2016que irão acontecer de 7 a 18 de setembro. São eles:

Marcio Silva Braga Leite | atletismo, arremesso de peso, lançamento de disco e lançamento de dardo.

Jady Martins Malavazzi | paraciclismo

Maiara Barreto | natação

Debora Campos | tiro esportivo

Yeltsin Jacques | atletismo

Com tempo de 3:56”,  Yeltsin é ainda uma promessa de medalha.

Com baixa visão,  ele corre contra a melhor marca do ano, que é de 3:48.  “Eu gosto de correr com a torcida.

E no Brasil  ela estará ao meu lado”, fala o atleta que quando não está correndo adora ler.

Yeltsin Jacques virou atleta aos 16 anos por acaso.

Com baixa visão ele virou guia de última hora de um amigo com “uma visão pior que a minha” segundo o atleta e surpreendeu os jurados, que o convidaram a permanecer nas pistas.

Hoje com 25 anos ele se tornou uma promessa brasileira no atletismo para os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, ele foi vice-campeão no Mundial  na França em 2013, ganhou  duas medalhas no Parapan 2015 e foi quinto lugar no Mundial de Doha, que aconteceu no ano passado no Catar.

Apesar de correr também os 800 e os 5.000 metros, a prova que Yeltsin tem chances  de medalha são os 1.500  metros.  Ele é treinado pelo atleta olímpico Zequinha Barbosa  e tem como  guia Guilherme Ademilson dos Anjos que, não só corre ao lado do atleta durante as provas mas  também decifra a estratégia e o estado de cansaço dos adversários.

O atleta Marcio Silva Braga Leite | atletismo, arremesso de peso, lançamento de disco e lançamento de dardo.

Sobre os Atletas

Jady Martins Malavazzi | paraciclismo: Medalhista no Para Pan-Americano de Guadalajara, Jady ficou paraplégica após um acidente de carro em 2007. Já treinou basquete e natação como terapia em sua reabilitação, mas foi com o paraciclismo que conquistou suas primeiras medalhas. Há mais de 2 anos junto ao Instituto, hoje, Jady lidera o ranking de paraciclismo na categoria h3, com os resultados das provas Estrada e Contra-Relógio.

Maiara Barreto | natação: Maiara começou a praticar o esporte aos cinco anos de idade, participando de competições e provas de águas abertas. Mas foi só em 2009, após ficar tetraplégica devido a um acidente de moto, que ela voltou a praticar a modalidade como reabilitação. Ela é uma das atletas que passou a integrar a equipe de natação do IMG recentemente. A nadadora está no IMG desde o ano passado e já conquistou ótimos resultados.

Debora Campos | tiro esportivo: Recordista brasileira em tiro esportivo, tetra-campeã brasileira da modalidade e integrante a seleção brasileira de Para-Tiro Esportivo. Débora teve a perna direita amputada, por conta de uma infecção após ter sido atropelada aos 12 anos. Começou a treinar com o IMG em 2015. Conquistou vaga direta (Cota Place) para as Paralimpíadas Rio 2016 no Campeonato Mundial de Tiro Esportivo pelo IPC em Suhl-Alemanha.

Marcio Silva Braga Leite | atletismo, arremesso de peso, lançamento de disco e lançamento de dardo: Sempre praticante de esporte, perdeu a visão por complicações após um acidente de trabalho em 2007, quando trabalhava como cozinheiro. Conheceu o esporte paralímpico em 2010 na modalidade goalball e em 2011 ingressou no atletismo. Em 2014, conquistou a tricampeonato brasileiro de lançamento de dardo.  O atleta é destaque em todas modalidades que participa e a partir de 2015 passou a ter apoio do IMG.

Os atletas têm o apoio do  Projeto Próximo Passo, do Instituto Mara Gabrilli,  que tem o objetivo de estimular  atletas do esporte de alto rendimento oferecendo estrutura para os treinamentos e suporte técnico, por meio do apoio de empresas que acreditam no esporte como instrumento facilitador da inclusão de pessoas com deficiência.


Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Posts Relacionados

Jovem atleta brasileira é a nova revelação e promessa do karatê para as Olimpíadas

Thiago Braz volta a competir no Brasil após o ouro olímpico no Rio

CIRCUITO NACIONAL INFANTO JUVENIL DE TENIS ACONTECE EM CURITIBA