Jovem de Limoeiro é selecionado por governo do Japão para intercâmbio

Na sexta-feira (13), o aluno da Faculdade Joaquim Nabuco embarca na aventura de conhecer o oriente

Em novembro de 2016, a vida de Jefferson Gino, morador do interior de Limoeiro, deu uma reviravolta: Ele recebeu a notícia que foi escolhido pelo governo do Japão para participar do programa de intercâmbio chamado Juntos! O estudante do terceiro período do curso de Serviço Social da Faculdade Joaquim Nabuco passou pelo processo seletivo e, na sexta-feira (13), embarca para passar nove dias no oriente junto com outros 19 jovens de todo o Brasil. Jefferson é o único do Nordeste que participa do programa. Ele leva na mala o profissionalismo do professor voluntário que já teve mais de 350 alunos, apesar da pouca idade.

Apaixonado pela cultura japonesa, o jovem teve o primeiro contato com a língua antes mesmo de ingressar no ensino superior. Foi através de músicas que ele aprendeu os termos básicos do idioma, em 2012. Cinco anos depois, ele dá aulas na comunidade em que mora, no interior de Limoeiro, agreste do estado. Pelas mãos de Jeferson já passaram mais de 350 crianças que tiveram o primeiro contato com a cultura do país que fica do outro lado do mundo.

Com a viagem, Jefferson pretende não somente disseminar o conhecimento sobre a cultura japonesa quando voltar, mas também incentivar outros jovens a sonharem e quebrarem as barreiras. “Limoeiro não é uma cidade tão desenvolvida e nós, jovens, precisamos muito desses projetos sociais para enxergarmos uma saída. Quero cruzar o mundo em busca de conhecimento que possa mudar a realidade da minha comunidade”, comenta.

A paixão pelo voluntariado e desenvolvimento de projetos que modifiquem a realidade foram os motivos que levaram o jovem a escolher o curso de Serviço Social da Faculdade Joaquim Nabuco. Para estudar, ele sai de casa às 15h e só retorna meia-noite. A força de vontade do garoto não deixa o cansaço impedir de dar aulas voluntariamente às crianças.

Para quem compõe a faculdade Joaquim Nabuco, tê-lo como parte do corpo discente é uma honra. “Estudantes como o Jefferson renova em todos nós, professores da faculdade e também nos próprios alunos, a esperança e a determinação em lutar pelos nossos sonhos. É inspirador ver um garoto aprender um idioma e se apaixonar dessa forma por uma cultura a ponto de fazê-lo cruzar o mundo. Nós desejamos todo o sucesso para ele e ficamos tranquilos de que estamos cumprindo com nosso papel de formarmos profissionais qualificados e pessoas determinadas a conquistarem o mundo”, relata o diretor da Faculdade Joaquim Nabuco, Leonardo Estevam.

Com os livros e sonhos na mala, a única coisa que Jefferson tem a dizer é “Sayonara, Brasil”.

Posts Relacionados

Bolsa Chanceler Alemã

CBN abre inscrições para o 9º Prêmio de Jornalismo Universitário

Feira Super Teens Estudantes abre inscrições para palestrantes