Leonardo Neiva se apresenta no festival “Vermelhos 2019 – Música e Artes Cênicas”

6 de agosto de 2019 Artes e Cultura
Leonardo Neiva se apresenta no festival “Vermelhos 2019 – Música e Artes Cênicas”
Leonardo Neiva se apresenta no festival “Vermelhos 2019 – Música e Artes Cênicas”

Convidado frequente das mais importantes orquestras e teatros do país, Leonardo Neiva vem se destacando nos últimos anos como o mais importante barítono brasileiro de sua geração. Uma voz “quente, ensolarada e incandescente”, como descreveu a importante revista alemã Opernwelt após assisti-lo em 2011, em Tristan und Isolde de Wagner. E no dia 17 de agosto será uma das atrações do festival “Vermelhos 2019 – Música e Artes Cênicas”.

O festival será realizado de 02 a 18 de agosto no Centro Cultural Baía dos Vermelhos, em Ilhabela, litoral paulista, com mais uma extensa programação de concertos e recitais de música erudita e apresentações de dança e de música popular e instrumental. A mistura do repertório clássico à dança e à música instrumental e popular constitui a matriz do evento, estabelecida desde a sua 1ª edição em 2015 com o objetivo de levar ao público uma visão ampla, diversificada e atual da produção cultural no campo da música e das artes cênicas.

Leonardo Neiva se apresenta no dia 17 de agosto, às 20h no Teatro de Vermelhos – Centro Cultural Baía dos Vermelhos e os ingressos podem ser adquiridos através do site do festival.

Sobre Leonardo Neiva

Natural de Brasília, estudou com Francisco Frias na Escola de Música de Brasília e UnB antes de aprimorar-se Itália com Rita Patané e Ernesto Paláci na Itália. Desde sua estreia profissional aos 23 anos, vem colecionando elogios de público e crítica, venceu o concurso internacional de canto Bidu Sayão e desde então é reconhecido como um artista versátil e de grande desenvoltura cênica, capaz de interpretar um vasto repertório. Depois de protagonizar o musical Lês Miserables no Brasil e no México, recebeu em 2009 o XII Prêmio Carlos Gomes de melhor cantor masculino por sua interpretação nas óperas “Sansom et Dalila” (Grand Prêtre), “Dido and Aeneas”  (Aeneas) e no poema sinfônico “Kullervo” de Jean Sibelius; em 2013 obteve muito sucesso com musical Ça Ira do astro do rock Roger Waters.

Dentre seus principais trabalhos estão Falstaff  (Ford), na OSESP, Les Pecheurs dês Perles (Zurga), I Pagliacci (Silvio) e Thais (Athanael) no Teatro Municipal de Santiago do Chile, “l Barbieri di Siviglia” (Figaro) na estréia da Cia. Brasileira de Ópera, Wozzeck e Carmina Burana” para o Teatro São Carlos de Lisboa, de “Dialogues dês Carmelites” (Marquis de La Force) e Tristan und Isolde (Kunwernal) e Hänsel und Gretel (Vater) no Festival Amazonas de Opera, Ariadne auf Naxos (Musikleher), Götterdämmerung (Gunther) e o papel título de Don Giovanni para o Municipal de São Paulo,”La Bohéme” no Palácio das Artes em Belo Horizonte, Roméo et juliette (Mercutio) no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Participou, em 2013, da estréia brasileira de A midsummer night’s dream de Britten, criado o papel de Bottom com grande sucesso. Recentemente, estreou na França na ópera Rienzi, de Wagner no Teatro Capitole de Toulouse, sob direção do veterano Jorge Lavelli, espetáculo lançado internacionalmente em DVD pelo selo OPUS ARTE. Recentemente gravou junto a OSESP a Sinfonia Nº 10 – “Ameríndia” de Villa-Lobos sob regência de Isaac Karabtchevsky.

É especialista em Teatro Musical, ministra aulas de canto e interpretação no Sesi – Vila Leopoldina.

Em 2018, foi protagonista no musical O Fantasma da Ópera.

Serviço: 

5º festival “Vermelhos 2019 – Música e Artes Cênicas”.

17 de agosto, sábado às 20h30

Teatro de Vermelhos – Centro Cultural Baía dos Vermelhos

Av. Governador Mário Covas Júnior, 11970 – Urubu, Ilhabela -SP

Ingressos a venda pelo site do festival


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.