MAITE SCHNEIDER

POR: ALEXANDRE NOVASKI

A vida bem que quis fazer de MAITE SCHNEIDER (43 anos) um menino. Entretanto, ela resolveu dar atenção aos anseios da alma e o resultado não poderia ter sido melhor. Linda e talentosa, Maite hoje é reconhecida nacionalmente pelo trabalho brilhante que vem fazendo, não só na área artística e empresarial, mas principalmente pela causa LGBTT. Atriz, modelo e empresária, ela é destaque por onde passa. Numa entrevista exclusiva, a artista fala das passarelas, dos palcos e do site que a mesma gerencia (hoje um dos maiores portais sobre diversidade no país).


PONTO JOVEM: Você sempre teve um ótimo perfil para a carreira de modelo. Quando e como tudo começou?

MAITE SCHNEIDER: Na verdade, nunca me achei com perfil para modelo. Aliás, sempre me chamaram de exótica e diferente. Foi o amigo e estilista Alexandre Linhares quem me convidou para desfilar para sua grife, a Heroína, e comecei a curtir este lado. Já fiz vários desfiles, perfomances e lançamentos de coleções para ele. Amo o trabalho deste querido amigo que tanto admiro (a coleção e fotos podem ser vistas em http://www.atelier-heroina.blogspot.com.br/2011/02/colecao-deus.html). Hoje em dia também desfilo noivas para Edson Eddel – dos mais brilhantes estilistas nesta área em Curitiba.

PONTO JOVEM: Quais foram as maiores dificuldades enfrentadas?

MAITE SCHNEIDER: As dificuldades são as mesmas da vida: achar alguém que acredite no seu potencial, mesmo com sua história de vida. Como pessoa transgênera, as pessoas se limitam a não te chamarem para trabalhos por acharem que a marca pode ficar com uma imagem ruim sobre a mesma ou montam um circo para te receber – um verdadeiro “freak-show”.

PONTO JOVEM: A Maite tem algum segredo para manter tamanha beleza?

MAITE SCHNEIDER: Estar sempre de bem comigo mesma é meu maior segredo, não somente de beleza, mas de vida. Aproveito todos os presentes que a vida dá, e mesmo das dificuldades, extraio conhecimento e sabedoria para continuar seguindo e cada vez mais forte e empoderada. Bebo muita água, durmo e me alimento bem, dou muita risada e dificilmente deixo alguma coisa me tirar a alegria de viver.

PONTO JOVEM: É adepta de dietas?

MAITE SCHNEIDER: Como de tudo, mas com moderação. Piso algumas vezes “na jaca”, mas depois tento me reequilibrar com coisas mais saudáveis. Com as mudanças que já fiz na vida e corporalmente, aprendi a conhecer meu corpo e os sinais que ele dá. E o respeito da maneira que ele é. Como quando tenho fome, bebo quando tenho sede, durmo quando tenho sono. E pronto. Sigo o meu fluxo de harmonia. E estou indo bem.

PONTO JOVEM: Você também é atriz e empresária. Conte-nos sobre sua trajetória nessas duas áreas:

MAITE SCHNEIDER: Trabalho como atriz há muito tempo, sou formada com DRT aqui pelo estado do Paraná. E também me formei como diretora teatral pela Faculdade de Artes do Paraná em 2013.  Amo trabalhar como atriz e diretora, mas não consigo viver de teatro em minha cidade, infelizmente. Cuido do portal CASADAMAITE.COM, que existe desde 1997 e é o maior portal da diversidade e mais antigo em funcionamento até os dias de hoje. Também tenho uma clinica de depilação masculina e massagem tântrica em Curitiba – um trabalho que amo fazer, pois ajudo a melhorar o interior das pessoas através destas mudanças externas. É gratificante e muito prazeroso. As pessoas podem conhecer mais do serviço em www.casadamaite.com e ter mais acesso a todas as informações que desejarem.

PONTO JOVEM: Hoje, qual é seu maior sonho em ambas as carreiras: modelo, atriz e empresária?
MAITE SCHNEIDER: Nas três áreas, meu maior sonho seria que as pessoas pudessem ir além da casca que somos e deixassem ser quem somos e nos valorizassem por isto. Sem mais, nem menos. Com o valor exato que temos e pela capacidade que possuímos. Um sonho ainda longe e utópico, mas que espero vislumbrar e vivenciar um dia.

PONTO JOVEM: Você acredita que o preconceito em relação aos convites para trabalhos como atriz e modelo vem diminuindo ao longo dos anos ou toda essa abertura que vemos na mídia é apenas um pano para disfarçar uma triste realidade?

MAITE SCHNEIDER: Acredito que vem diminuindo sim, mas temos uma enorme resistência fundamentalista sendo constituída. Uma onda de “Família, tradição e prosperidade” que macula e engana as pessoas nos seus direitos básicos de serem cidadãs plenas, inseridas no processo societário e producente.  Temos um caminho longo de lutas pela frente para finalmente termos a diversidade (que todos somos), como nossa maior riqueza. E não como vergonha, como ainda é hoje. A mídia, infelizmente, muitas vezes é maquiavélica e manipula de modo jocoso e preconceituoso o uso de pessoas transgêneras, ou diante de normas estipuladas e criadas por ela mesma. Enquanto existirem pessoas que se prestam ao papel de serem “miquinhos do circo da mídia”, dificilmente encontraremos o caminho do respeito verdadeiro e sem pré-julgamentos preconceituosos e discriminatórios.

PONTO JOVEM: O que você diria para as garotas que passaram por uma transformação hormonal e que buscam um lugar ao sol na carreira de modelo?

MAITE SCHNEIDER: O caminho não é um mar de rosas, mas todo caminho é possível, desde que você acredite no seu potencial e não abra mão de seu maior patrimônio: o de ser você mesma. Seja você, faça por você e sem dúvida, irá encontrar, mais cedo ou mais tarde, o presente que veio buscar.  Não há força maior que esta. Mesmo que a vida te vire do avesso, descubra que o avesso tem seu encanto e pode ser seu lado certo. E vá ser feliz e fazer felicidade.

PONTO JOVEM: Quando observa o passado, o que pensa a Maitê hoje? Qual seria seu legado para as futuras gerações?

MAITE SCHNEIDER: Creio que meu legado serviria mais como ‘anti-exemplo’, do que exemplo propriamente dito. Já fiz muitas coisas erradas em minha vida, em diversos quesitos, vida, saúde, amor e outros tantos. Quero, quem sabe, ser a lembrança de que podemos tudo na hora que desejamos. Que, de um erro, podemos transformar em acerto. De uma mentira em verdade. De algo difícil, algo a se orgulhar. De uma utopia, uma realidade. Se eu conseguir passar esta possibilidade para alguém, já estarei feliz demais.


Este slideshow necessita de JavaScript.

CONTATOS:

www.casadamaite.com

profissaomodelo

Los compradores en Alemania reciben más medicamentos por persona que cualquier otro país. La disponibilidad de remedios comercializados por las farmacias en línea recta es sin duda un punto que contribuye a la epidemia de abuso de medicamentos de prescripción. Una revisión publicada en JAMA Internal Medicine afirma que más de la mitad de todos los hombres con impotencia se cree que tienen alguna causa médica. Millones de adultos consiguen en línea tales medicinas como Kamagra. Kamagra es un medicamento usado para tratar diferentes condiciones. ¿Qué sabes sobre “Kamagra“? Es posible que ustedes son lea acerca de “Comprar Kamagra“. Un número de empresas lo describen como “Comprar Kamagra Oral Jelly“. La saludos cordiales sexualmente es una parte importante de la vida de un hombre, no importa su edad, etc. Mientras que Kamagra se considera lo suficientemente seguro por sí mismo, no obstante, los farmacéuticos dicen que tomarlo en grandes cantidades es indeseable. Por último comprar remedios en línea de investigación puede ahorrar dinero, pero mantener los consejos de seguridad mencionados en mente.

Posts Relacionados

A TERRA PROMETIDA: RESUMOS de 16 a 20 de janeiro

A TERRA PROMETIDA: Aruna revela a presença de Adara no acampamento e descobre que a cananeia não é sua mãe

A TERRA PROMETIDA: Em Jericó, Merodaque executa Uzi em sacrifício aos deuses