Museu do Futebol vai exibir jogo final da Copa de 1958

Museu do Futebol vai exibir jogo final da Copa de 1958

Sessão especial da vitória brasileira sobre a Suécia homenageia os 60 anos do primeiro título mundial da seleção e integra programação cultural da mostra “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958”

O Brasil vai celebrar na próxima sexta-feira (29) os 60 anos do primeiro título mundial conquistado pela seleção. E para marcar a data, o Museu do Futebol, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, preparou uma sessão especial com o jogo final da Copa de 1958. A vitória do Brasil por 5 a 2 sobre a Suécia será exibida às 12h (com reprises às 14h e às 16h) em um telão na Sala Jogo de Corpo, espaço que já tem sido usado para transmitir os jogos do Mundial deste ano.

Marcada pela interatividade, a sala tem atrações como o Chute a Gol e o Futebol Virtual. Em 2018, recebeu também dispositivos interativos em que os visitantes podem produzir suas próprias figurinhas ou tirar fotos com uma versão virtual da taça da Copa. O espaço, que ainda conta com telão, arquibancada e lounge, tem sido um grande sucesso de público durante a Copa de 2018.

Na sexta-feira (29), dia em que não haverá jogos do Mundial da Rússia, o clima de Copa vai continuar. O jogo entre Brasil e Suécia é uma composição feita após trabalho de garimpo do engenheiro Carlos Augusto Marconi, 68, apaixonado pela seleção brasileira.

Por que o jogo final de 1958 é raro

Em 1958, quando o Brasil venceu a Copa pela primeira vez, o país ainda não tinha TV ao vivo ou videoteipe. Na época, portanto, a população local teve de esperar até o dia seguinte ao título para ver trechos do jogo contra a Suécia em formato 16 mm.

Marconi fez uma colagem com diferentes materiais até chegar ao conteúdo completo da final. O material é uma das principais atrações da exposição temporária “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958”, que está em cartaz no Museu do Futebol até 09 de setembro.

Exposição “A Primeira Estrela” também celebra título

A mostra temporária é uma chance de o Brasil ver a Copa que o país só ouviu pelo rádio. Trata-se de uma instalação audiovisual sobre o Mundial disputado na Suécia, que usa o futebol como linha narrativa para falar sobre questões como cultura, economia, política e construção da identidade nacional.

Na exposição, o jogo final da Copa de 1958 foi reproduzido no túnel de acesso ao gramado do estádio do Pacaembu. O percurso parte da sala em que a mostra temporária foi montada, onde anteriormente funcionava um dos vestiários.

Exposição temporária tem programação cultural

Entre um jogo e outro da Copa de 2018, o telão da Sala Jogo de Corpo já tem exibido uma programação cultural especial para este ano. A programação inclui filmes oficiais de Mundiais passados, animações e o documentário 10×10, que retrata dez jogadores brasileiros que usaram a camisa 10 e foram protagonistas do Canal 100.

A exposição “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958” tem patrocínio do Banco Itaú, por meio da Lei Rouanet, e apoio da Epson. O Museu do Futebol é uma iniciativa do Governo e da Prefeitura de São Paulo, com concepção e realização da Fundação Roberto Marinho. Pertence à rede de museus da

Secretaria de Estado da Cultura e é gerido pelo IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, Organização Social de Cultura. O museu conta com patrocínio máster da Motorola e patrocínio do Grupo Globo, e seu Programa Educativo conta com o patrocínio do Pontofrio/Fundação Via Varejo, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO

Exibição do jogo final da Copa de 1958: Suécia 2 x 5 Brasil

Data: 29 de junho de 2018 (sexta-feira)

Horário: 12h (reprises às 14h e às 16h)

Local: Sala Jogo de Corpo (Museu do Futebol)

Ingressos: R$ 12 (meia-entrada a R$ 6)

 

Exposição Temporária – A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958

Visitação: 05 de junho a 09 de setembro de 2018

Museu do Futebol: Praça Charles Miller, S/N São Paulo, SP

Funcionamento: Terça a domingo, 9h00 às 18h00 (bilheteria até as 17h00)

Ingressos: R$ 12 | Meia-entrada: R$ 6 | Entrada gratuita às terças-feiras.

* O Museu não abre às segundas-feiras.

* Horários diferenciados de funcionamento em dias de jogos no Estádio do Pacaembu. Consulte o site museudofutebol.org.br.

* Estacionamento na Praça Charles Miller, sendo necessário uso de Zona Azul Digital, que pode ser adquirido por meio de aplicativos para celulares ou em postos oficiais. Mais informações no site da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET cetsp.com.br.

Sobre o Museu do Futebol

Inaugurado em setembro de 2008, o Museu do Futebol está instalado em uma área de 6,9 mil metros quadrados que fica embaixo das arquibancadas do Estádio Paulo Machado de Carvalho, conhecido como Pacaembu. Trata-se de um espaço interativo, lúdico e multimídia, no qual a história do esporte mais popular do Brasil acaba se confundindo com a própria história do país.

A exposição de longa duração do equipamento está espalhada por 15 salas, com 1.500 imagens e cinco horas de vídeos. O percurso está alicerçado em três eixos (emoção, história e diversão).

CONFIRA A AGENDA DE ATIVIDADES EDUCATIVAS E CULTURAIS DO MUSEU:

museudofutebol.org.br/visite/agenda/

OUTRAS FORMAS DE CONTATO:

Acompanhe o Museu do Futebol (museudofutebol) e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo (culturasp) nas redes sociais. Para conhecer a programação cultural de todo o Estado, acesse a plataforma SP Estado da Cultura: www.estadodacultura.sp.gov.br

Posts Relacionados

Coreias do Sul e Norte unidas no futebol pela amizade

Seleção Brasileira vitoriosa é homenageada na exposição A Primeira Estrela

Paraná recebe as promessas olímpicas da Natação no Brasileiro Junior