SORTIE DE SECOURS SEGUE EM TEMPORADA NO TEATRO GAZETA ATÉ O DIA 26 DE NOVEMBRO

SETE PECADOS CAPITAIS INSPIRAM O ESPETÁCULO DE DANÇA

O Teatro Gazeta, em São Paulo, apresenta até o dia 26 de novembro o espetáculo de dança Sortie de Secours (saída de emergência), uma montagem franco-brasileira que explora, por meio dos sete pecados capitais, o universo perturbador da esquizofrenia.

Produzida pela FA Contemporary Dance Company, a montagem aborda a doença sem julgar e tão pouco explicar de forma didática o surgimento do transtorno no protagonista do espetáculo. Sortie de Secours propõe o tema da alteridade e do jogo de poder por meio dos sintomas, tais como alucinações auditivas, delírios persecutórios e principalmente a síndrome de múltiplas personalidades.

‘O espetáculo explora os limites da arte e incorpora novas tecnologias a dança– Conta Fábio Aragão, coreógrafo e diretor do espetáculo. Mescla no cenário, animação, cinema, poesia e música eletrônica. Todas as performances são executadas por bailarinos e acrobatas.

Vivendo em Paris, França, desde 2000, Fabio Aragão foi bailarino solista de Roland Petit e atuou em grandes espetáculos apresentados na França, Canadá, Japão e Coreia do sul.

“Em Sortie de Secours, trabalhei pesquisando cada personagem, seus movimentos, postura e linguagem corporal” – Explica o diretor.  Com influências de Pina Bausch e da técnica clássica fui trabalhando a trilha e criando para cada bailarino uma linguagem corporal onde pude explorar as habilidades de cada um. Revisitei técnicas e trouxe para a companhia a força e a precisão da dança urbana que presenciamos, por exemplo, no hip hop. Também incorporei ao projeto técnicas circenses e do pole dance.

O cenário do espetáculo é assinado pelo francês Pierre Oppeneau. Surrealista, a criação passeia pelos sete pecados capitais. Um dos destaques é a escada que leva até o segundo andar de uma casa em ruínas, onde o pecado da soberba se expressa por meio de uma corda elástica.

Sortie de Secours mistura sentimentos e revelações, em um jogo estimulante entre o personagem Aíva Duodelo e suas múltiplas personalidades. Mente e corpo são controlados por demônios que travam uma disputa de amor e ódio num emaranhado de emoções que levam o personagem principal a buscar a sua própria saída de emergência.


Sobre Fabio Aragão:

Fábio Aragão nasceu em Salvador, Bahia. O jovem coreógrafo e bailarino, solista de Roland Petit, começou a dançar em 1994, no grupo de dança moderna do SESI, criando suas primeiras coreografias: O Mosquito, Labirinto da Loucura e O Encontro.

Em 1995, ingressou na Escola de ballet clássico Miriam Bacelar e, em 1996, na Faculdade Federal da Bahia, no curso de Licenciatura em Dança. No mesmo ano, foi convidado a integrar a Jorge Silva Company, em Salvador.

Em 1997 entrou para a Companhia de Dança Ballet Rural Bahia, sob a direção de Marcelo Moacir. De 1997 a 1998, ingressou na companhia Dance Brazil, com sede em Nova York, sob a direção de Jelon Vieira, nos espetáculos “Quilombo” e “Camará”, onde foi solista. Em 1998 trabalhou na Companhia “Viladança” do Teatro Vila Velha, Salvador -BA, sob a direção de Cristina Castro.

Em 2000, mudou-se para Paris e começou a trabalhar com renomados coreógrafos em grandes comédias musicais: “Les Mille et Une Vies D’Ali Baba”, apresentado no Zenith, em Paris; “Notre Dame de Paris” (2001), no Théâtre Mogador, e “Cindy” (2002, no Palais des Congrès, entre outras.

Em 2001, o coreógrafo Roland Petit o convidou para fazer parte da sua companhia no “Duke Ellington Ballet”, em colaboração com o balé Maky Asami (apresentado em Tóquio em 2001 e 2003). Ele também é solista em “Delit d’ivresse” (2002), apresentado no Auditório Saint-Germain-des-Prés. Em 2004, participou do balé “Roland Petit Raconte les chemins de la création”, no teatro du Suresnes Jean Vilar.

Entre 2005 e 2008, retorna ao elenco de “Notre Dame de Paris” para a turnê na Ásia (Coreia do Sul e Taiwan) e para espetáculos em Montreal (Quebec, Canadá). A partir de 2006, trabalhou com outros coreógrafos, como Karine Saporta (Dans Le Regarde De La Nuit II), com a companhia PH7 (Tenue Correcte Exigée e Abraxas), Sophie Carlin (Racine de 2e Georges Momboye (Sacre du Printemp e Entre le Ciel et Terre).

Em 2009, ingressou na Companhia Thor com o espetáculo ‘To the ones I love’. No mesmo ano, criou e produziu o espetáculo “Moi, un lac de tristesse”. Em 2010 trabalhou no Opera Aida, realizado por Stade de France.

Em 2011 foi convidado para criar um solo para a bailarina franco-brasileira Anette Leporq no festival de dança contemporânea em Aveiro-Portugal, época em que montou a F.A. Contemporary Dance Company.

Em 2012, filmou, editou e criou a música para o filme “Despir o Desejo”, por ocasião do livro-instalação “A Louca Debaixo do Banco”, de Fernanda Young, realizado no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, em outubro.


Elenco e equipe técnica:

Direção Artística e Coreógrafo : Fábio Aragão

Assistente de Direção: Letícia Rossi  

Assistente de Coreográfica: Lucas Roque  

Ator: Diego Antunes  

Bailarinos: Danyla Bezerra, Glória Candemil, Lucas Roque, Marcela Pinho, Marina Teixeira, Renato Barbosa, Otávio Portela  

Acrobatas: Leandro Fernandes e Vinicius Lamas  

Textos e Músicas: Fábio Aragão  

Beauty Artist: Paulo Renso  

Criação de Luz: Raquel Balekian  

Operação de Luz: Marcelo Esteves  

Criação de Cenografia: Pierre Oppeneau

Cenotécnico: Antônio Oliveira  

Realização de Cenografia: Marcos Roberto dos Santos  

Responsável de Técnicas Verticais: Fernando Cervantes  

Gestão Administrativo Financeiro: Edelaine Demucio – Planned Soluções Contábeis  

Direção de Produção: Alessandra Herszkowicz – Tanza Produções  

Coordenação de Produção: Gabriela Boschetti – Tanza Produções  

Assessoria de imprensa: Iara Filard


SORTIE DE SECOURS – Teatro Gazeta

Dias: 26 e 27 de outubro: 03, 04, 05, 16, 17, 23 de novembro às 20h30 | 20, 24, 25 e 26 de novembro: às 19h00 e 21h30

Endereço: Av. Paulista, 900 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01310-100

Telefone: (11) 4003-1527

Preço: R$ 60,00 inteira e R$ 30,00 meia

Capacidade: 700 lugares

Censura: 14 anos

Los compradores en Alemania reciben más medicamentos por persona que cualquier otro país. La disponibilidad de remedios comercializados por las farmacias en línea es sin duda un punto que contribuye a la epidemia de abuso de medicamentos de prescripción. Una revisión publicada en JAMA Internal Medicine afirma que más de la mitad de todos los hombres con impotencia se cree que tienen alguna causa médica. Millones de adultos consiguen en línea recta tales medicinas como Kamagra. Kamagra es un medicamento usado para tratar diferentes condiciones. ¿Qué sabes sobre todo “Kamagra“? Es posible que ustedes son lea acerca de “Comprar Kamagra“. Un número de empresas lo describen como “Comprar Kamagra Oral Jelly“. La salud sexual es una parte importante para mi de la vida de un hombre, no importa su edad, etc. Mientras que Kamagra se considera lo suficientemente seguro por sí mismo, no obstante, los farmacéuticos dicen que tomarlo en grandes cantidades es indeseable. Por último comprar remedios en línea puede ahorrar dinero, pero mantener los consejos de seguridad mencionados en mente.

Posts Relacionados

Miss Mato Grosso e Mister Santa Catarina são os ganhadores do Miss e Mister Brasil 2017

Jogos de tabuleiro para fãs de Stranger Things

Digital Awards premia os destaques da internet em 2017