Trend alert: anos 70 voltam à moda para o verão 2018

Uma breve caminhada pelas cidades europeias mostra uma tendência forte para o verão 2018 brasileiro: o retorno aos anos 70. A década que seguiu o emblemático “maio de 68” trouxe consigo o espírito de liberdade e a motivação para mudar.

Lá fora, as décadas de guerra mostraram que a humanidade seguia um caminho equivocado. Enquanto isso, na América Latina, a luta contra a repressão das ditaduras mobilizou o espírito jovem. E como esse contexto repercutiu em termos estéticos? De uma forma forte e marcante, tanto que de tempos em tempos o visual dos anos 70 volta às passarelas e às ruas.

Alternativos em alta

A década de 70 foi marcada pela versatilidade de estilos. Enquanto os punks dominavam a Inglaterra, os Estados Unidos eram a casa dos hippies e dos maiores festivais de música. Se naquela época isso se confundia com uma certa indecisão de identidade, hoje, a graça está justamente nesse quebra-cabeça de estilos. 

Calça boca-larga e baggy, mangas bufantes e jaqueta que imita couro: esses elementos ajudam a compor um visual pós-moderno com jeitinho de anos 70. 

Cor e brilho

Devido às propostas ideológicas daquela época, as tonalidades usadas costumavam remeter à natureza, à simplicidade e à rusticidade. Nesse sentido, marrom, verde-escuro, tons avermelhados e terrosos marcam a estética daquela época.

Por outro lado, essa também foi a era da disco music (mais para o final da década), ou seja, o brilho das lantejoulas e as maquiagens com cores marcantes também tiveram lugar garantido na moda.

E quem não se lembra dos óculos enormes e coloridos? Eles vão voltar com tudo no verão 2018.

Roupas de crochê

Outra tendência que está de volta são as peças em crochê. De aspecto artesanal, que também remete à natureza, ele pode ser usado em blusas, saias, vestidos, tops e acessórios. Tanto liso quanto em padrões geométricos, traz em si um romantismo vintage.

Nesse mesmo sentido, as fibras naturais também tiveram seu espaço, especialmente pela conexão com o discurso a favor do meio ambiente que estava em ascensão naquela época. Na atualidade, a retomada da discussão sobre sustentabilidade também se reflete na moda.

Estampas ousadas

Onça, zebra, tigre: todas as estampas eram permitidas, contanto que não fossem originadas de peles de animais. A ousadia foi uma das características setentistas e que marcou especialmente os últimos anos – que culminou no exagero e na saturação estética na década seguinte.

Camisas e calças com estampas fizeram a cabeça dos antenados na moda. Para 2018, opte apenas por uma das peças com estampa, junto a outras mais lisas e clean. Para os pés, modelos como o Adidas Superstar Feminino resgatam as listras esportivas que fizeram tanto sucesso. Os sapatos com um toque clássico também ajudam a compor o visual.

Vintage atualizado

Aquela época pode ser definida em alguns termos: rústica, romântica e misturada. Como atualizar essas tantas opções para a moda de 2018? A partir dos anos 90, uma tendência que veio para ficar foi a mescla do clean com peças que revisitam outras épocas.

Portanto, a mistura de itens que visam o equilíbrio e o diálogo entre vintage e moderno é sempre a melhor saída.

    

Posts Relacionados

NOVO SUCESSO DE ELAINE CÉS É LANÇADO NA INTERNET

Oscar Magrini e Leona Cavalli brilham e encantam em Gatão de Meia Idade

Bullying pode ser prevenido por meio da inteligência emocional