Uruguai ganha comunidade artística

Departamento de Maldonado tem o primeiro espaço artístico no campo do país

Localizada no povoado de Garzón, em Maldonado, a nova colônia artística, Campo Garzón, deu início a um novo conceito de morar, viver, criar e aprender.

A nova escola foi fundada e idealizada pela fotógrafa estado-unidense Heidi Lender, radicada no povoado de Garzón há mais de oito anos, objetivou sobre bases inovadoras criar a instituição num modelo sem fins lucrativos. A proposta carrega uma visão culturalmente revolucionaria que une residência artística, laboratório de alimentos e um moderno alojamento, onde espíritos livres intercambiarão ideias e se expressarão ao longo de 13 hectares de pura natureza.

O pequeno povoado de apenas 200 habitantes, por si, já é um cenário inspirador aos artistas que ali poderão pintar, esculpir, desenhar, retratar, cozinhar e escrever residindo no local durante alguns meses. O entorno da colônia é de uma vizinhança bem prospera, que recebe muitos turistas durante todo ano, dentre eles estão o restaurante do renomado chef Francis Malmann e a Vinícola Garzón.

O povoado tem o seu pé no mundo das artes há algum tempo, vários artistas plásticos dedicados à pintura e escultura visitaram Garzón. Esse é o caso de Anne Marie, uma francesa que é responsável em desenhar os frisos em argila do povoado e, além disso, ensina seu trabalho a todos os habitantes. Lá se encontra também charmosa Galeria de Arte, pioneira na área, inaugurada em dezembro de 2012, tem como objetivo disseminar o trabalho de artistas nacionais e estrangeiros “.

A intenção é que sejam apresentadas diversas disciplinas artísticas e criativas aos que convivem na comunidade Campo Garzón. “Me empolga a ideia de que diversas disciplinas dialoguem entre si e gerem novas experiencias”,diz Heidi Lender, em entrevista ao jornal El País uruguaio. Além disso, durante os três primeiros anos o processo de curadoria dos artistas que residirão no local será realizado pela idealizadora e pelos artistas que ali estiverem, e mais para frente existirá um processo de solicitação onde qualquer artista poderá fazer parte e se integrar à organização.

Iniciando do zero, a comunidade artística conta com doações de estabelecimentos locais e realiza eventos em prol da construção de mais habitações e financiamento de novas estruturas. Mais informações:www.campogarzon.com

Garzón – Turismo

 O charmoso e pitoresco povoado traz uma história recente. A construção de uma moderna e arrojada ponte, uniu em 2016 o departamento de Maldonado a Rocha e o traslado que antes era em jangada, agora, pode ser feito de carro. A obra, projetada pelo Arquiteto Rafael Viñoly, é um passeio obrigatório, sobretudo para aqueles que ainda não a visitaram.

Em 2004, o chef argentino Francis Mallmann juntamente do viticultor argentino Manuel Mas, fundou o Hotel & Restaurant Garzón em uma antiga propriedade da cidade. O novo empreendimento revitalizou a cidade e deu-lhe um espírito boêmio, atraindo mais gente à região.

O celebre povoado destaca-se também por sua jovem região de vinhos, que floresce do lado de maravilhosas praias, hortas de oliveiras e amendoeiras. Além da ponte, já citada anteriormente, como uma singular obra de engenharia.

Posts Relacionados

Catarinense Renato Machado busca apoio para projeto fotográfico

Homenagem ao centenário de Antonio Candido no Sesc

Em Iguape (SP), Paço Municipal e Sobrado dos Toledos começam a ser restaurados