Aberto período de cadastro para propostas artísticas que poderão integrar do Circuito Municipal de Cultura de Belo Horizonte

17 de fevereiro de 2020 Artes e Cultura
Aberto período de cadastro para propostas artísticas que poderão integrar do Circuito Municipal de Cultura de Belo Horizonte

Seleção de propostas artísticas para o Circuito Municipal de Cultura de Belo Horizonte

Serão escolhidas atrações de todo o país nas áreas de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Patrimônio Cultural, Música, Literatura e Culturas Populares 
A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC), abre o cadastro para as propostas artísticas que poderão integrar a grade de atividades do Circuito Municipal de Cultura. A programação contará com no mínimo 30 atrações locais, 12 atrações estaduais e 24 atrações nacionais. Podem participar artistas, grupos e coletivos, desde que o projeto se encaixe nas áreas de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Patrimônio Cultural, Música, Literatura e Culturas Populares, de todo o país. Os interessados podem inscrever mais de uma atividade e o cadastro pode ser realizado até o dia 30 de agosto de 2020 pelo site www.circuitomunicipaldecultura.com.br
As propostas serão avaliadas, já a partir do cadastro feito, por uma comissão curatorial paritária formada por integrantes da sociedade civil e do poder público. A análise será realizada ao longo do ano e os projetos selecionados irão contemplar a programação do Circuito que acontecerá até dezembro de 2020.
Circuito Municipal de Cultura tem por objetivo potencializar a programação cultural e artística de Belo Horizonte, por meio da valorização da produção local e de atrações relevantes do cenário cultural brasileiro, de forma descentralizada para atender a todas as regiões da cidade. Em 2020, mais de 150 atrações artísticas e ações formativas nos setores do teatro, circo, dança, música, literatura, artes visuais, audiovisual e culturas populares vão ocupar os equipamentos culturais da Fundação Municipal de Cultura: centros culturais, teatros, museus, bibliotecas, Centro de Referência da Cultura Popular Lagoa do Nado, Mis Cine Santa Tereza, Escola Livre de Artes, além de parques e praças da cidade, da Zona Cultural Praça da Estação e de três bairros que integram o Território L4 (Taquaril, Granja de Freitas e Alto Vera Cruz).
A Secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, destaca a importância do Circuito Municipal de Cultura como projeto estratégico da Prefeitura de Belo Horizonte: “O Circuito vem pra trazer mais visibilidade à potência cultural e artística de Belo Horizonte ao longo de 2020, considerando a produção já existente nos diferentes territórios e proporcionando novas experiências para a população e seus visitantes.”
O lançamento Circuito Municipal de Cultura ocorreu em dezembro de 2019, junto às comemorações dos 122 anos de Belo Horizonte. A programação ocupou, no período de 6 a 8 de dezembro, o Viaduto Santa Tereza e os Centros Culturais: Nordeste – Usina de Cultura; São Bernardo; Padre Eustáquio; Alto Vera Cruz; Vila Fátima; Salgado Filho; Centro Venda Nova e Pampulha, com atrações gratuitas. No dia 12, a cidade ganhou show do cantor Jorge Ben Jor na Praça da Estação.
Serviço:
 
Cadastro de propostas artísticas
Período de cadastro: até 30 de agosto de 2020
Público alvo: artistas, grupos e coletivos profissionais
Pré-requisitos: propostas que se encaixem nas áreas: Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Patrimônio Cultural, Música, Literatura e Culturas Populares.
Informações: info.circbh@gmail.com

Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.