Começa hoje Festival Pausa Para Cena

5 de fevereiro de 2021 Teatro, TV e Cinema
Começa hoje Festival Pausa Para Cena

Teatro: Começa hoje Festival Pausa Para Cena

Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Economia Criativa do Rio de Janeiro,
através da Lei Aldir Blanc, e Corbelino Cultural, apresentam:

 

PAUSA PARA CENA – FESTIVAL LIBRAS NA TELA“

De 4 de a 10 de fevereiro, mostra de teatro no Instagram reúne produções criadas por mulheres na pandemia.

Espetáculos curtos e gratuitos na hora do almoço prestigiam talentos fora do “mainstream”, dando visibilidade à criação de artistas negras, trans e de coletivos da periferia.

De forma inédita, a tradução e a interpretação simultânea em libras entra como composição da cena, ganhando destaque em toda a programação.

Instagram: @pausaparacena

 

De 4 a 10 de fevereiro, o PAUSA PARA CENA – FESTIVAL LIBRAS NA TELA apresenta uma programação de teatro on-line, reunindo 27 mulheres com atuação destacada em diferentes regiões metropolitanas do Rio de Janeiro. Todas as apresentações serão traduzidas para libras, tendo a intérprete dividindo o protagonismo com a artista. Ao todo serão 27 cenas, quatro por dia, sendo algumas inéditas. Idealizado pela atriz Monique Vaillé, o festival tem apoio do Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc, e da Corbelino Cultural. A transmissão será gratuita, ao vivo pelo Instagram: @pausaparacena

Em espetáculos de 20 minutos, às 12h, 13h, 14h e 15h, diariamente, o festival PAUSA PARA CENA aborda temáticas variadas, como amor, autoestima, transrevolução, memória, tempo, maternidade, narrativas pretas, infância, palhaçaria e Brasil. E, em cada um deles, de forma pioneira, a tradução para libras ganhará destaque. “Queremos buscar a linguagem das libras como parceira de protagonismo em cada evento. O público verá dois acontecimentos na tela, simultaneamente e na mesma proporção: a artista e a intérprete, trabalhando juntas numa composição”, explica Monique.

O programa inclui coletivos e artistas com atuação destacada na cena cultural carioca, da Zona Sul à Baixada Fluminense. Estão lá Adrielle Vieira (Pretos Encena), Ana Luísa Cardoso ou a Palhaça Margarita (Cia d’Os Melodramáticos), Camila Moura (Entre Lugares Maré), Carolina Ferman (Deus Salve o Rei, da Rede Globo), Dandara Vital (Coletivo Transarte), Fernanda Dias (Os Ciclomáticos e Coletivo Negraação), Juliana França (Arcanjo Renegado, da Rede Globo, e Grupo Código), Monique Vaillé (Ocupação Ovárias), Natasha Corbelino (Coletivona), Verônica Bonfim (Elza – O Musical), Wescla Vasconcelos (Indianare), entre outras. Reunir somente mulheres no festival não é “coincidência”. Monique Vaillé é uma das idealizadoras da Ocupação “Ovárias”, indicada na categoria especial do Prêmio Shell por fomentar o protagonismo estético-político das mulheres; e do “Cenas Afora – Solos Femininos”, um dos primeiros projetos em artes cênicas do Rio de Janeiro a tratar de assuntos de movimento feminista. Além disso, junto com Carolina Godinho, ela integra a Coletivona, articulação de mulheres, idealizada por Natasha Corbelino, que assina a direção de produção desse festival junto com Monique.

 

Serviço
PAUSA PARA CENA – FESTIVAL LIBRAS NA TELA
Data: de 4 a 10 de fevereiro de 2021
Horários: 12h, 13h, 14h e 15h
Duração: 20 minutos
Local: Instagram @pausaparacena
Classificação etária: 16 anos
Tradução em libras
Gratuito


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.