Encontro de Montagem reúne grandes nomes do cinema nacional e internacional

10 de março de 2020 Teatro, TV e Cinema
Encontro de Montagem reúne grandes nomes do cinema nacional e internacional

Encontro de Montagem reúne grandes nomes do cinema nacional e internacional

Evento conta com a participação de montadores consagrados, como Pablo Barbieri, de “Relatos Selvagens”, “O Conto Chinês” e “Truman”; Eduardo Serrano, de “Aquarius” e “Bacurau”; Karen Harley, de “Que Horas Ela Volta?”, além de executivos do setor de streaming, como Haná Vaisman, da Netflix; e Tetel Queiroz, da Disney

A Associação de Montadores de Cinema de São Paulo (AMC) e a Associação de Profissionais de Edição Audiovisual, do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul (edt.), se uniram para realizar um grande evento nos próximos dias 21 e 22 de março, na Unibes Cultural, em São Paulo. Com o objetivo de discutir e trocar experiências acerca de técnicas de montagem, além de debater o mercado de audiovisual brasileiro, o 1º Grande Encontro de Montagem irá reunir nomes de peso da montagem e do segmento audiovisual como um todo.

Pablo Barbieri, de “Relatos Selvagens” e “Truman” é a grande atração internacional. Destacam-se ainda os brasileiros Eduardo Serrano, de “Aquarius” e “Bacurau”; Karen Harley, de “Que Horas Ela Volta?”, Lucas Gonzaga, de “Marighella” e a série “O Mecanismo”, além dos executivos do setor de streaming Haná Vaisman, Creative Manager da Netflix; e Tetel Queiroz, Senior Manager Content and Development da Disney, entre muitos outros.

“Esse encontro tem a intenção de abrir um espaço de debate não apenas para profissionais da edição, como também para todos os membros da cadeia criativa do audiovisual. O objetivo é promover a troca de ideias sobre montagem, tanto do ponto de vista da criação, mas também mercadológico e técnico. Queremos criar pontes entre as ilhas de edição e o mercado”, afirma Karina Vilela, presidente da AMC.

Karina acrescenta ainda que o encontro não é somente voltado a profissionais já consolidados no mercado, mas sobretudo, é uma oportunidade para quem está começando. “É um evento aberto e gratuito mas ainda estamos na etapa de financiamento coletivo. Queremos criar ponte entre os jovens que desejam entrar nesse mercado e os profissionais mais experientes e que já estão consolidados”.

Para o presidente da edt., Pedro Bronz, o evento é extremamente importante não só para reunir os profissionais do setor, como também para a atualização e qualificação dessas pessoas. “Nossa profissão necessita de uma renovação constante, técnica, tecnológica e  artística. Tanto a AMC quanto a edt. estão comprometidas com esse propósito e já haviam realizado eventos isoladamente com esse objetivo. Agora, estamos muito felizes por promover um grande encontro de forma coletiva. A ideia é que esse seja o primeiro de muitos e que consigamos, uma vez por ano, promover um encontro como esse em uma capital diferente do País”, comemora.

Tendência internacional

A organização de congressos voltados especificamente ao mercado de montagem não é um fenômeno restrito ao Brasil. Segundo Vilela, há fortes movimentos na Europa e nos Estados Unidos. De maneira geral, esses encontros procuram não apenas promover debates sobre o setor, mas especialmente sinalizam um posicionamento a favor das artes e da cultura.

“Todo encontro que visa fortalecer a cultura é um ato político e o nosso não poderia ser diferente. A montagem é o coração do filme, do vídeo, da série, da peça publicitária. E os montadores e editores do Brasil precisam saber que não estão sozinhos e que esse não é um movimento exclusivamente brasileiro, ou mesmo latino- americano, mas mundial. A título de exemplo, no ano passado, foi fundada na Alemanha a Associação Internacional de Editores, a TEMPO, da qual a EDA – Asociación Argentina de Editores Audiovisuales –  faz parte como parceira fundadora. Essa instituição reúne associações e sindicatos de todo o mundo, unindo forças para os objetivos comuns que temos em cada associação: defesa e visibilidade do nosso ofício. Então o setor está se integrando em escala global e estamos orgulhosos em participar disso”, detalha.

Outro evento programado para esse ano é o 1° Congresso Iberoamericano de Editores Audiovisuais que acontecerá em Buenos Aires de 14 a 17 de Agosto e tanto o AMC quanto edt. foram convidados a participar. “Esse será o primeiro de muitos, pois ano que vem ele acontecerá no Rio de Janeiro e quem sabe em outra capital no ano subsequente. Queremos que este seja o primeiro de muitos”, finaliza Karina.

Vaquinha virtual: Para bancar os custos do evento, a AMC e a edt. estão promovendo um financiamento coletivo pela plataforma Benfeitoria. Em troca, as entidades oferecem consultorias de montagem com montadores consagrados no Brasil, além de licenças de software, locação de ilhas de edição e cursos na área pela metade do preço. https://benfeitoria.com/grandeencontrodemontagem

Serviço

1º Grande Encontro de Montagem

Onde: Unibes Cultural – Rua Oscar Freire 2500, Sumaré, São Paulo

$: entrada é gratuita. A expectativa da organização é que cerca de 300 pessoas compareçam aos dois dias de evento.

Evento no facebook:  https://web.facebook.com/events/144641996576757/

PROGRAMAÇÃO DO SÁBADO: DIA 21/03*

10h: Abertura do evento

11h: Debate Desafios de Montagem

Convidados: Eduardo Serrano, montador; Karen Harley, edt., montadora e Lucas Gonzaga, AMC, montador

Mediação: Márcio Hashimoto, AMC, montador (“Era um Hotel Cambridge”e “Bingo: o Rei das Manhãs”)

13h: Almoço

14h30: Mini Palestras | Momento Tecnologia e Futuro da Edição I

Planos da Avid para o futuro – Cristiano Moura e Carlos Moura, consultores Avid.

Novas tecnologias – novos desafios. A necessidade de atualização permanente – Horácio Velasquez, Sócio-diretor Proclass SP

15h30: Debate Montagem de séries na era VOD

Convidados: Haná Vaisman – Netflix, Tetel Queiroz – Disney, Marcia Vinci – Coiote Films Mediação: Helena Maura, AMC, montadora (séries “O Negócio”, “Carcereiros” e “Sintonia”)

17h30: Coffee Break

18h30: Mini Palestras | Momento Tecnologia e Futuro da Edição II

Inovações Adobe em Edição e Pós-produção com Luis Bechthold, gerente estratégico da Adobe

Obsolescência programada – Thiago Taboada, montador e consultor técnico (Canal Woohoo e Polo do audiovisual do Velho Oeste)

Sorteios de licenças e cursos

19h30: Entrevista com Pablo Barbieri

Federico Brioni entrevista o montador de “Relatos Selvagens”

20h30: Coquetel


PROGRAMAÇÃO DO DOMINGO: DIA 22/03* **

14h30 – 16h30: Masterclass 1 com Pablo Barbieri, EDA, Sae

16h30 – 17h30: Coffee Break

17h30 – 19h30: Masterclass 2 com Giba Assis Brasil, edt.

19h30 – 20h: Encerramento

*A programação está sujeita a alteração

** Haverá prioridade de entrada na sala para associados AMC e edt. com as anuidades em dia.

Sobre a Associação dos Montadores de Cinema de São Paulo

A Associação dos Montadores de Cinema (AMC) reúne profissionais de edição e montagem do cinema, TV e publicidade que atuam e compartilham o desejo de maior desenvolvimento e reconhecimento da profissão no mercado paulistano. A AMC trabalha no aprimoramento técnico e artístico do ofício promovendo a união, organização, capacitação, valorização e defesa dos interesses em comum dos seus associados. Atualmente, a AMC já conta com mais de 100 membros, entre eles montadores  que assinam a montagem de obras como Era o Hotel Cambridge – vencedor do Festival do Rio,  Elis – vencedor do Festival de Gramado, “Meu Nome é Bagdad” vencedor do Grand Prix Generation na Berlinale 2020, “Democracia em Vertigem” indicado ao oscar 2020,, Os Experientes e PSI indicados ao Emmy Internacional e de clipes de artistas consagrados, como Marcelo D2 e Mallu Magalhães, além de inúmeros filmes e ações publicitárias para produtoras como O2, Conspiração Filmes, Academia de filmes, entre outras. Confira a lista completa dos profissionais que compõem a AMC https://www.amcsp.com.br/.

Sobre a Associação de Profissionais de Edição Audiovisual, do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul

Fundada em março de 2012, a Associação de Profissionais de Edição Audiovisual do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul (edt.) é formada por mais de 200 associados, entre editores, assistentes de edição e estudantes da área do audiovisual. Seu o objetivo é promover a união, organização, valorização e defesa do ofício do montador/editor e do assistente, visando o desenvolvimento técnico, artístico e financeiro da categoria. Em seu quadro social, constam montadores das importantes obras cinematográficas brasileiras como “Democracia em Vertigem”, “Lixo Extraordinário”, “Santo Forte”, e muitas outras. Mais informações: https://www.edt.org.br/.


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.