Olimpíadas Especiais Brasil apresenta novos nomes na diretoria e embaixadores

10 de novembro de 2021 Atualidades
Olimpíadas Especiais Brasil apresenta novos nomes na diretoria e embaixadores

Rubens Pozzi, da ESPN Brasil, e o ator da Marvel, Chris Pratt, assumem posições local e globalmente

As Olimpíadas Especiais Brasil – organização global sem fins lucrativos que está há 34 anos no Brasil buscando apoiar pessoas com deficiência intelectual a desenvolverem sua autoconfiança, capacidades de relacionamento interpessoal e sentido de realização por meio do esporte -, anunciam novos nomes em sua diretoria e conselhos, composta por diversos profissionais do mercado que dedicam parte do seu tempo à causa da inclusão. São eles Rubens Pozzi, Thomas Goman, Douglas Pereira, Carlos Magno Pezzato e Fabio Coboski, que passam a assumir funções administrativas na organização. Outra novidade é a chegada do ator Chris Pratt e da escritora Katherine Schwarzenegger, filha do ex-governador da Califórnia, como embaixadores globais da organização.

Schwarzenegger, que também é neta de Eunice Shriver Kennedy, fundadora das OEB, teve sua infância e adolescência já atuando junto às Special Olympics. Agora, com Pratt, focará nos projetos Escolas Unificadas e Esportes Unificados, que promovem a aceitação e a inclusão de estudantes com deficiências intelectuais no ambiente escolar mundialmente, inclusive no Brasil. “Já tive muito papéis em minha vida – ator, produtor, pai – e me sinto honrado com a chance de servir como embaixador para as Olimpiadas Especiais”, comenta o ator.

Na nova diretoria, o Diretor de Redação da ESPN Brasil, Rubens Pozzi, assume o cargo de Presidente do Conselho Curador das OEB. Além de sua relevante trajetória no jornalismo esportivo, que incluem 20 anos na ESPN, uma das patrocinadoras da causa no Brasil, é participante ativo do Conselho Curador das OEB desde 2017. “Sempre fui muito ligado ao esporte. Praticando e trabalhando com ele e não tenho dúvida de que é uma das ferramentas mais poderosas para exercitarmos a inclusão em todos os aspectos”, diz.

Já Thomas Goman, nascido no estado do Texas em 1950, é o novo nome à frente da Diretoria Executiva das OEB, como Diretor-Presidente, entrando no lugar de George Millard, CEO da Mozaiko Stefanini. O Ex-CEO da Jardine Lloyd Thompson (JLT), no Brasil há mais de 20 anos está animando para os próximos passos e comenta “Vamos ampliar nossos programas para cada vez mais pessoas com deficiência intelectual. A atual estrutura de Diretórios Regionais tem gente muito competente e dedicada à nossa missão, com membros próximos de suas comunidades e dos comitês organizadores do Lions Clubs International. Juntos, estas equipes vão ser vitoriosas.”

Ainda na Diretoria Executiva das OEB, Douglas Pereira assume como Diretor Financeiro. Trabalhando no Banco do Brasil desde 1992, além de sua atuação no Banco, Douglas foi Presidente Nacional da Apabb (Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência, de Funcionários do Banco do Brasil e da Comunidade) de 2017 até 2020, atualmente, é Diretor Executivo na instituição. Muito engajado na causa, esteve como Conselheiro Voluntário na Fundação Special Olympics Brasil em 2019 e 2020.

Carlos Magno Pezzato, com as OEB desde 1990 e membro atuante nos principais momentos da organização como os Jogos Mundiais de Verão de Abu Dabhi de 2019, passa a ocupar o cargo de Diretor de Logística Esportiva, setor novo vinculado à Diretoria de Esportes. E, por fim, o ex-presidente da Fundação Municipal de Esportes de Campos dos Goytacazes, Fábio Coboski assume a Diretoria de Eventos e Competições das OEB, que com o gradual retorno às atividades presenciais ganha ainda mais importância. Coboski também preside as OEB de Lagos, no Rio de Janeiro.

______________________________________________________________________________

OLIMPÍADAS ESPECIAIS BRASIL

Projeto global sem fins lucrativos, a Special Olympics é um movimento mundial centrado no desporto, fundado em 1968 por Eunice Kennedy Shriver – irmã do 35° presidente dos Estados Unidos John F Kennedy. Trata-se de uma organização internacional criada para apoiar pessoas com deficiência intelectual a desenvolverem a sua autoconfiança, capacidades de relacionamento interpessoal e sentido de realização por meio do esporte.

Acreditada pela Special Olympics International, as Olimpíadas Especiais Brasil atuam nas seguintes modalidades esportivas: atletismo, águas abertas, basquete, bocha, ciclismo, futebol, natação, handebol, ginástica rítmica, tênis, tênis de mesa, vôlei de praia e judô, além dos Programas: APLs (Atleta Líder), Escolas Unificadas, Atletas Saudáveis, Atletas Jovens, MATP (Programa de Treinamento em Atividade Motora) e Famílias. Tendo o país quase seis milhões de pessoas com deficiência intelectual, as Olimpíadas Especiais Brasil possuem 32 mil atletas treinando e 25 mil competindo durante todo o ano.

_______________________________________________________________________________

Filosofia

A Special Olympics tem como filosofia dar oportunidade a todos os atletas, independente do nível de habilidade, promovendo diversas competições, nas mais diferentes regiões do mundo, durante todo o ano. O programa é conduzido por voluntários e por meio de treinamentos esportivos e competições de qualidade, melhora a vida das pessoas com deficiência intelectual e, consequentemente, a vida de todas as pessoas que as cercam.

_______________________________________________________________________________

Embaixadores

A Special Olympics conta, em nível local e global com uma série de embaixadores que vestem a camisa do movimento e ajudam a levar adiante a causa. No Brasil, as OEB contam com nomes como os jogadores de futebol Cafu, Ricardinho, Romário, Zico, Lucas Moura e Willian Bigode, os jogadores de vôlei Jakie Silva e Giba, e as campeãs de nado sincronizado Bia e Bianca. No mundo, além de nomes importantes do esporte, artistas como Avril Lavigne, Brooklyn Decker Roddick, Charles Melton, Eddie Barbanell, Maureen McCormick, e os recém-chegados Chris Pratt e Katherine Schwarzenegger.


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.