SLAM – Batalha de poesia online entre coletivos literários rola entre 5 e 17 de abril no projeto Arena da Palavra ONLINE

30 de março de 2021 Artes e Cultura
SLAM – Batalha de poesia online entre coletivos literários rola entre 5 e 17 de abril no projeto Arena da Palavra ONLINE

Arena da Palavra Apresenta batalha online entre Poetas de Coletivos Literários entre 5 e 17 de abril

 

Idealizadora do Sarau das Pretas, a baiana Jô Freitas, atriz, poeta, escritora e ativista das causas das mulheres e dos negros, fará a apresentação de cada um dos cinco jogos e final, que acontecem ao vivo com transmissão pelo canal de Youtube do Polo Cultural

Com atividades voltadas à Literatura produzida por escritores e poetas essencialmente do universo independente, a edição 2021 do projeto ARENA DA PALAVRA acontecerá durante o mês de abril e no formato online. O evento é uma realização da Polo Cultural (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP). As competições estão programadas para acontecer ao vivo, sempre às 20 horas, de forma online com transmissão pelo canal de Youtube do Polo, com cinco coletivos de poetas: Slam do Bronx (dia 5 de abril), Slam do 13 (dia 8 de abril), Slam da Norte (dia 10 de abril), Slam das Minas (dia 12 de abril) e Slam da Guilhermina (dia 15 de abril). online, com transmis são pelo canal de Youtube do Polo Cultural

 

Batalhas de poesia já eram febre no mundo todo quando a jovem poeta e ativista negra Amanda Gorman leu o seu “The Hill we climb” na tomada de posse de Joe Biden, em novembro de 2020. Agora pegou fogo e está todo mundo de olho nos novos poetas brasileiros. Para esquentar este cenário, o Polo Cultural bolou um jogo, uma batalha entre slams, onde os poetas são representantes de coletivos e batalham em uma final emocionante para um júri formado por artistas, editores e outros influenciadores.

 

Na apresentação de cada uma está Jô Freitas, atriz, poeta, ativista e escritora nordestina, nascida na Bahia, adotada por São Paulo há 25 anos, e que comandou o Encontro Estéticas das Periferias em 2020. A final acontece dia 17 de abril, sábado, às 14 horas. No final os poetas premiados e os Slams receberão prêmios em dinheiro. O projeto investe em qualidade técnica de vídeo e áudio para ter um diferencial e apresentar um produto o mais bem acabado possível, em termos de resultado final na tela. O objetivo é levar a linguagem do slam para a Internet. “Criar o clima mais próximo possível de uma batalha ao vivo”, acredita Marcelo Sollero, idealiz ador e diretor executivo do Polo Cultural, apostando no fato do evento ser controlado de uma plataforma desenvolvida com o objetivo de trazer a emoção da batalha ao vivo para o ambiente online.

 

Sobre os coletivos

 

Slam do Bronx

Apresentação dia 05/04 às 20h – YT do Polo Cultural – @slamdobronx

Criado em 2019, o Slam do Bronx ocupa seu espaço na zona Sul de São Paulo. É um campeonato de poesias autorais que acontece na Estação do Brooklin – linha 5 Lilás do Metrô, todo último sábado do mês. Agora durante a pandemia o Slam tenta manter suas atividades pelas redes sociais da melhor forma possível. Organizado por Tawane Theodoro, Aline Anaya, Fernaun da Selva e Kaya Matheus. Slammers: Illyana Raquel,  Jessica Campos, Matriarcak, Lorenart, Mc Zóio,  Marcio Ricardo Rafa Ribeiro. Obs: Eles não possuem foto do grupo todo.

__________________________________________________

 

Slam do 13

Apresentação dia 08/04 às 20h – YT do Polo Cultural – @slamdo13

O Slam do 13 é uma batalha de poesia falada que existe há quase oito anos, sendo realizada mensalmente na plataforma do Terminal Santo Amaro – Metrô Largo Treze (linha Lilás). Primeiro Slam realizado dentro de um terminal urbano e um dos cinco primeiros a nascer no país, pioneiros na zona sul de São Paulo. Atualmente, com a impossibilidade de realizar eventos presenciais, promove atividades online. Formado por: Caio Feitoza, Eduardo Dias, João Victor Cayres, Laura Nóbrega, Maitê Costa e Thiago Peixoto.

__________________________________________________

 

Slam da Norte

Apresentação dia 10/04 às 20h – YT do Polo Cultura – @slamdanorte

Nascido há 4 anos, o Slam da Norte é uma batalha de poesia falada que se apresenta mensalmente na Praça da Matriz – Freguesia do Ó, com a proposta agitar o movimento slammer na zona Norte.  O Slam da Norte foi e continua sendo o único a fomentar a cena da literatura marginal nas periferias da zona Nonorte de São Paulo. Compõem a organização do coletivo: Ingrid Martins, Viic Oliveira e Yarin. Slammers: Caru, Dariel costa, Abla poeta, Igor Chico , Marcela trava, Gabi Nyarai, Bianca chioma.

__________________________________________________

 

Slam das Minas

Apresentação dia 12/04 às 20h –

A Slam das Minas SP é a primeira batalha poética de São Paulo com recorte de gênero. Criado em 2016, o coletivo atua com literatura em diversas linguagens, explorando as construções possíveis através das palavras. Com Luz Ribeiro, PamAraujo, Mel Duarte e Carol Peixoto as batalhas acontecem mensalmente de forma itinerante.

__________________________________________________

 

Slam da Guilhermina

Apresentação dia 15/04 às 20h – YT do Polo Cultural – @slamdaguilhermina

Formado em fevereiro de 2012, realiza edições de slam de poesia toda última sexta-feira do mês na praça anexa da Estação Guilhermina-Esperança do Metrô e também circula por outros espaços, bairros, cidades e até países. O evento tornou-se uma referência para cidade, pois é o segundo poetry slam do Brasil e o primeiro do mundo a ser realizado na rua. É um dos eventos com maior número de público.

 

Sobre projeto Arena da Palavra

A próxima atração do projeto Arena da Palavra é o lançamento do talk show semanal inédito Mel Lisboa Entrevista, a partir de 24 de abril.

Em seguida, a programação continua com concurso nacional de poesia Tâmaras, em sua 2ª edição, dia 24 de abril.

 

Sobre Jô Freitas

Jô Freitas é atriz, poeta e escritora nordestina, nascida na Bahia, adotada por São Paulo há 25 anos, realizou seu projeto literário fora do Brasil, em 2017, no Peru, “Mulheres em Travessia” – composição de poesia e áudio visual através das histórias das mulheres. Lançou seu livreto “Flores” em novembro de 2018. Em 2019 viajou para Moçambique e África do Sul no festival de poesia “Poetas D´alma”. Jô ministra oficinas de “Cenopoesia- uma escrita criativa” em diversos espaços desde 2015. Também é idealizadora do Sarau Pretas Peri e integrante do Sarau das Pretas. É possível conferir seu trabalho poético, em vídeos poemas, linguagem muito utilizada em seu tra balho. A voz da poeta ecoa com seus poemas que fala das dores, amores e lutas. Confira – https://www.instagram.com/jofreitaspoesia/?hl=pt-br

 

Idealização e Direção Geral – Marcelo Sollero. Direção de Produção – Gabriela Fiorentino. Convidada desta edição – Cristina Assunção – Slam da Guilhermina. Direção de Arte – Gabriel Rodrigues. Videos e audiovisual – Anita Fabri. Redes Sociais e conteúdo – João Assunção. Assessoria de Imprensa – M. Fernanda Teixeira – ArtePlural. Gestão Financeira – Gabriella Godtsfriedt.


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.