Vitor Ramil apresenta Campos e Avenidas no Sesc Belenzinho

20 de fevereiro de 2020 Música
Vitor Ramil apresenta Campos e Avenidas no Sesc Belenzinho

VITOR RAMIL APRESENTA CAMPOS E AVENIDAS NO SESC BELENZINHO

Show reúne seleção do repertório dos onze álbuns do artista gaúcho, tomando como ponto de partida seus mais recentes trabalhos, Campos Neutrais (2015) e Avenida Angélica (ainda não lançado)

No dia 28 de fevereiro de 2020, sexta-feira, às 21h, o Sesc Belenzinho recebe o compositor, intérprete e escritor Vitor Ramil, no show Campos e Avenidas. Vitor se apresenta solo no palco, na voz e nos violões de cordas de aço. A iluminação é de Isabel Ramil.

O show apresenta uma seleção do repertório que gravou em onze álbuns tomando como ponto de partida seus mais recentes trabalhos, Campos Neutrais e Avenida Angélica. Esses dois trabalhos representam para Vitor um ponto de chegada e outro de transcendência. Se em Campos Neutrais ele foi fundo na definição de sua linguagem ao compor, escrever, tocar o violão, cantar ou produzir, em Avenida Angélica (obra em progresso, ainda não gravada) deixa-se levar pela poesia potente e original de sua conterrânea e vizinha Angélica Freitas para criar um repertório todo novo em que a ‘estética do frio’ se afirma justamente por lidar com o diferente.

Canções de trabalhos anteriores como Ramilonga, Loucos de Cara, Viajei, Deixando o pago ou Foi no mês que Vem mostram o roteiro percorrido por Vitor. A partir de então, como diz a letra de Ringues Polifônicos, “alça voo a aventura na Avenida Angélica” em canções como família vende tudo, poema da mulher suja, r.c., a mina de ouro de minha mãe e minha tia ou rilke shake.

Vitor Ramil é autor de onze discos, dois songbooks, três romances e um ensaio, A Estética do Frio, em que afirma que o Rio Grande do Sul não está à margem de um centro (como costumam ser referidas as regiões brasileiras distantes do eixo Rio – São Paulo), mas no centro de uma outra história (no caso, no ponto de intersecção entre os países do Prata, Uruguai e Argentina, e o próprio Brasil). A partir desse ponto de vista, ele tem promovido com seu trabalho uma reação aos estereótipos, tanto do gauchismo como da brasilidade, e uma significativa aproximação entre as culturas dos três países mencionados.

Vitor é vencedor de dois troféus de melhor cantor do Prêmio da Música Brasileira e é o artista mais premiado da história do Troféu Açorianos (RS), com 18 troféus. Tem músicas gravadas por Mercedes Sosa, Milton Nascimento, Jorge Drexler, Ney Matogrosso e com Caetano Veloso e Fito Paez, entre outros. Em seu disco délibab (2010) reuniu milongas que compôs para poemas do argentino Jorge Luis Borges e do brasileiro João da Cunha Vargas. Seu trabalho mais recente, Campos Neutrais (2017), traz 15 canções inéditas e tem as participações do percussionista argentino Santiago Vazquez e do Quinteto Porto Alegre (tuba, trombone, trompa e dois trompetes). Com arranjos de metais de Vagner Cunha, mais as presenças de Carlos Moscardini, Felipe Zancanaro, Gutcha, Chico César e Zeca Baleiro, o CD recebeu duas indicações ao Grammy Latino de 2018, nas categorias de melhor disco de música popular brasileira e melhor arranjo.

Atualmente, Vitor Ramil está viajando com o espetáculo “Casa Ramil”, que reúne pela primeira vez os músicos da família: Kleiton, Kledir, Vitor, Ian, Gutcha, Thiago e João. O show leva para o palco o espírito da casa dos Ramil, dos encontros familiares descontraídos, com muita música e alegria.

VITOR RAMIL
Dia 28 de fevereiro de 2020. Sexta-feira, às 21h
Local: Teatro (364 lugares)
Ingressos: R$ 30,00 (inteira); R$15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$9,00 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes. Ingressos disponíveis pelo portal Sesc SP (www.sescsp.org.br) e nas bilheterias das unidades do Sesc. Limite de 2 ingressos por pessoa. Venda online a partir de 17/02, às 12h e presencial nas unidades a partir de 18/02, às 17h30
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 90 minutos

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000.
Belenzinho – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
De terça a sábado, das 9h às 22h. Domingos e feriados, das 9h às 20h.
Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional.
Para espetáculos pagos, após as 17h: R$ 7,50 (Credencial Plena do Sesc – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo). R$ 15,00 (não credenciados).

Transporte Público
Metro Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m)


Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.